Influência de quantidades e fontes de adubos orgânicos em plantas de amendoim (Arachis hypogaea L.)

  • Yara Sabrina Alves Leite Universidade Estadual da Paraíba
  • Mário Leno Martins Véras
  • José Sebastião de Melo Filho
  • Urandy Alves de Melo
  • Fabiana Xavier Costa

Resumo

Objetivou-se com esta pesquisa avaliar o crescimento e produção de fitomassa de amendoim em função de doses e fontes de adubos orgânicos. A pesquisa foi realizada no período de Janeiro a Abril de 2015, em condições de campo localizado na Universidade Estadual da Paraíba – UEPB, Campus – IV, município de Catolé do Rocha - PB. O delineamento experimental adotado foi o de blocos ao acaso, com fatorial 4 x 2, com 8 tratamentos, sendo quatro quantidades de adubação orgânica: (0, 2, 4 e 6 t ha-¹) e duas fontes de adubação orgânica: (F1 = torta de mamona e F2 = esterco caprino), com quatro repetições, totalizando 32 unidades experimentais. Verificou-se que tanto as variáveis de crescimento quanto as de produção de fitomassa de amendoim foram influenciadas estatisticamente pelas quantidades de adubação orgânica, onde as variáveis de crescimento (altura da planta, diâmetro do caule e número de folhas) e as variáveis de fitomassa (peso verde da raiz, peso verde do caule e peso verde total) responderam significativamente a nível de p<0,01, enquanto que as demais variáveis, apresentaram nível de significância de (p<0,05). Já para as fontes de adubação orgânica, houve efeito significativo a nível de p<0,01 para o peso verde do caule e peso verde total, e para a altura da planta, diâmetro do caule, peso verde da raiz a nível de p<0,05, não havendo significância para as demais variáveis A utilização de esterco caprino na quantidade de 6 t ha-¹ proporcionou melhor crescimento e produção de fitomassa de amendoim.
Publicado
2015-08-27
Seção
Artigo Científico