AVALIAÇÃO DA DENSIDADE EM LATOSSOLO VERMELHO EUTROFÉRRICO POR MEIO DE GEORADAR

Everson Cezar, Marcos Rafael nanni, Marcelo Luiz Chicati

Resumo


O objetivo deste trabalho foi de testar a capacidade de utilização do georadar na determinação da densidade do solo. Foram obtidas amostras de solos deformadas e indeformadas na linha e entrelinha de cana-de-açúcar em profundidades de 0-0,1 m; 0,1-0,2 m; 0,2-0,3 m; 0,3-0,4 m e 0,4-0,5 m para determinação da umidade e da densidade. Nestes mesmos locais e profundidades foram feitas investigações com o georadar para determinação da velocidade de propagação das ondas. Os resultados das amostras físicas demonstraram que a densidade foi maior na entrelinha quando comparada as linha, diferindo estatisticamente (p < 0,05) em quase todas as profundidades, pelo teste t. Os resultados obtidos pelo georadar mostraram que não foi possível avaliar a velocidade das ondas até a profundidade de 0,4 m. Para o intervalo de 0,4-0,5 m a velocidade foi maior na entrelinha em relação à linha, ocorrendo diferença significativa (p < 0,05) pelo teste t. A correlação entre a velocidade e a densidade do solo, não foi significativa (p > 0,05) não sendo possível neste caso, estimar a densidade por meio do GPR. A umidade foi à característica mais sensível à investigação com o georadar quando comparada à densidade. Sua correlação com a velocidade apresentou R2 igual a -0,62, sendo significativo (p < 0,05).

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v31i2.3990

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional