INDICADORES FÍSICO-QUÍMICOS E BACTERIOLÓGICOS DA QUALIDADE DA ÁGUA PARA CONSUMO HUMANO E ANIMAL EM ÁREA ORIZICOLA IRRIGADA

Marcelo Luiz Chicati, Marcos Rafael Nanni, Everson Cezar

Resumo


No estado do Paraná as áreas de produção de arroz irrigado encontram-se situadas em zonas limítrofes à represas ou várzeas, o que traz aos produtores constantes problemas de ordem ambiental quanto à exploração de áreas de mananciais ou de proteção ambiental. Sendo assim, este trabalho teve por objetivo avaliar a qualidade físico-química e bacteriológica da água utilizada para consumo humano e animal em área de proteção ambiental visando determinar quais as possíveis fontes de contaminação da mesma. Para tanto, foram realizadas quatro coletas em pontos variados da área de estudos escolhida, em períodos de tempo espaçados e encaminhadas a laboratórios específicos para determinações pertinentes. A metodologia de coleta e avaliação das amostras obedeceu a normas específicas estabelecidas pela Associação Brasileira de Normas Técnicas. Os laudos produzidos pelos laboratórios competentes demonstraram haver presença de contaminantes em todas as épocas de coleta. A avaliação físico-química relatou principalmente a presença de níveis excessivos de ferro e manganês e a bacteriológica de coliformes em diversas amostras, independentemente da época. Entretanto, ao se analisar os arredores da área, fica evidente que a principal fonte de contaminação é rio Ivaí, principal fornecedor de água da região, seja para consumo humano ou irrigação.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.25066/agrotec.v31i2.4436

Revista Agropecuária Técnica
ISSN impresso 0100-7467
ISSN online 2525-8990


Este periódico está indexado em:




Índice h (Google Scholar)=14


Licença Creative Commons
Este obra está licenciado com uma Licença Creative Commons Atribuição-NãoComercial-CompartilhaIgual 4.0 Internacional