Heroínas em Imagem e Ação: Agência e Representação Feminina no Desenho Animado das Meninas Super Poderosas

Autores

  • Juliane D. P. Q. Odinino

Palavras-chave:

Representação Feminina, Cultura Midiática Infantil, Desenho Animado, Agência

Resumo

Residentes na cultura midiática infantil, as personagens de desenho animado desfrutam hoje de um lugar de destaque: são constituintes das subjetividades infantis contemporâneas, incentivando e disseminando rígidos padrões culturais de feminilidade e masculinidade. As personagens femininas, ao longo das últimas décadas, vêm apresentando mudanças significativas que remetem às transformações culturais concernentes aos agenciamentos e aos engendramentos nomeadamente femininos, os quais são incorporados e expressos na cultura de consumo. O artigo procura apontar e problematizar as principais transformações que conduzem as representações da heroína-vítima às superpoderosas no contexto da cultura de consumo dirigida às crianças que culminam na representação e nas agências das personagens femininas do desenho animado das Meninas Super Poderosas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-01-03

Como Citar

ODININO, J. D. P. Q. Heroínas em Imagem e Ação: Agência e Representação Feminina no Desenho Animado das Meninas Super Poderosas. Revista Ártemis, [S. l.], v. 18, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/artemis/article/view/22538. Acesso em: 23 maio. 2024.