Criminalidade e prisão feminina: uma análise da questão de gênero

Autores

  • Marlene Helena de Oliveira França

Palavras-chave:

Gênero, Punição, Mulher, Criminalidade

Resumo

As discussões apresentadas neste artigo fazem parte da Tese de Doutorado, intitulada Prisão, tráfico e maternidade: um estudo sobre mulheres encarceradas. Escolhemos gênero como um dos referenciais transversalizadores do estudo, pela importância que a categoria possui na história da criminalidade feminina. A ciência da criminologia feminista – que busca romper com o modelo centrado no sexo – precisa estar preparada para discutir de modo apropriado sobre a realidade sexualizada. Mais do que isso, deve reconhecer a criminalidade como um elemento socialmente construído, compreendendo as relações que se estabelecem entre essas diferentes vertentes. As pesquisas mostram que o estudo acerca da criminalidade praticada por mulheres é mais difícil do que o de homens, não somente porque elas cometem menos crimes, mas pelo fato de que o número reduzido, implica em maiores dificuldades para pesquisar. Quanto à questão da punição, observamos que esta possui uma estreita relação com a questão de gênero, ou seja, algumas penas são direcionadas exclusivamente às mulheres.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-01-03

Como Citar

FRANÇA, M. H. de O. Criminalidade e prisão feminina: uma análise da questão de gênero. Revista Ártemis, [S. l.], v. 18, n. 1, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/artemis/article/view/22547. Acesso em: 18 jun. 2024.