Hilda Hilst e Beatriz Francisca de Assis Brandão: um diálogo sobre a autoria feminina

Autores

  • Ana C. F. Gualberto

Resumo

A presença de mulheres nos programas das disciplinas da maioria dos Cursos de Letras ainda é pouco representativo. Ao se perceberem excluídas do cânone, algumas escritoras problematizaram o processo de canonização e a própria invisibilidade através de textos que exploravam uma certa escrita de si. A fi m de discutir este lugar da autoria feminina no cânone, analiso dois poemas que abordam esta temática, um escrito no Século XIX, da mineira Beatriz Francisca de Assis Brandão (1779-1868), e o outro do fi nal do Século XX, da paulista Hilda Hilst (1930-2004).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-10-16

Como Citar

GUALBERTO, A. C. F. Hilda Hilst e Beatriz Francisca de Assis Brandão: um diálogo sobre a autoria feminina. Revista Ártemis, [S. l.], v. 19, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/artemis/article/view/26196. Acesso em: 23 jul. 2024.

Edição

Seção

II Jornada Gênero e Literatura