Da inferioridade latente ao protagonismo compulsório: o olhar de Saint-Hilaire sobre as mulheres das Minas Gerais no início dos Oitocentos

Autores

  • Celso Antônio Spaggiari Souza
  • Rita de Cássia Santos Freitas

Resumo

Este estudo tem por objetivo a análise das narrativas do naturalista francês Auguste de Saint-Hilaire produzidas em seus livros sobre as mulheres das Minas Gerais no início do Século XIX. Nos relatos que produziu sobre as diversas viagens que fez ao interior do Brasil, este viajante descreve populações e seus costumes e faz reiteradas referências às mulheres que encontra pelos seus caminhos. Esta literatura de viagem, ainda que exponha as marcas do Iluminismo europeu, e esteja carregada do olhar estrangeiro, constitui uma fonte legítima de informações sobre as relações entre homens e mulheres, no período, em nossa terra. São analisadas as referências explícitas feitas às mulheres em quatro dos seus livros publicados na França e posteriormente no Brasil. O argumento que conduz nossa análise é que as relações entre homens e mulheres foram bem mais complexas que os estereótipos da condição feminina costumam expressar tanto ontem quanto hoje.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2015-10-16

Como Citar

SOUZA, C. A. S.; FREITAS, R. de C. S. Da inferioridade latente ao protagonismo compulsório: o olhar de Saint-Hilaire sobre as mulheres das Minas Gerais no início dos Oitocentos. Revista Ártemis, [S. l.], v. 19, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/artemis/article/view/26203. Acesso em: 23 jul. 2024.