O que os adultos compreendem como gênero? Uma perspectiva sob olhar do Terapeuta Ocupacional em relação aos brinquedos e brincadeiras

Autores

  • Júlia Trautmann Bandeira Universidade Federal de Pelotas
  • Camilla O. da Costa Universidade Federal de Pelotas

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8214.2019v28n1.41510

Palavras-chave:

Gênero, Criança, Responsáveis, Terapia Ocupacional

Resumo

O conceito de gênero pode ser confundido com diferentes concepções a respeito do seu significado; assim, de modo errôneo é perpetuado pela sociedade, disseminando definições divergentes. O objetivo deste estudo foi analisar se os responsáveis de crianças da educação infantil conhecem o significado do conceito de gênero e relacionar tais informações com os brinquedos destinados às crianças, sob a perspectiva do Terapeuta Ocupacional. A pesquisa foi realizada com 17 responsáveis de crianças em uma escola municipal da cidade de Pelotas-RS. Os dados foram coletados através de dois questionários autoaplicáveis e sua análise quantitativa deu-se a partir de mediana, enquanto a qualitativa pela técnica de análise de conteúdo proposta por Bardin. O estudo sugere que os pais desconhecem, não compreendem ou confundem o conceito de gênero com outros. O Terapeuta Ocupacional pode auxiliar na desconstrução de rótulos de gêneros e estereótipos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2019-12-17

Como Citar

TRAUTMANN BANDEIRA, J.; O. DA COSTA, C. . O que os adultos compreendem como gênero? Uma perspectiva sob olhar do Terapeuta Ocupacional em relação aos brinquedos e brincadeiras. Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismos e Sexualidades, [S. l.], v. 28, n. 1, p. 191–208, 2019. DOI: 10.22478/ufpb.1807-8214.2019v28n1.41510. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/artemis/article/view/41510. Acesso em: 4 ago. 2021.