A maternidade política em Hibisco Roxo, de Chimamanda Adichie

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8214.2021v31n1.58567

Palavras-chave:

Maternidade política. Chimamanda Adichie. Literatura Nigeriana.

Resumo

O presente artigo se centra no estudo do gênero e da maternidade como categorias políticas diante do sujeito feminino pertencente à Nigéria, transpostas no romance Hibisco Roxo, de Chimamanda Nigozi  Adichie. O corpus desta pesquisa apresenta narrativas que inscrevem o feminino como sujeitos tangenciados pela cultura patriarcal e que subvertem os lugares impostos de silenciamento. Teóricas como Anne McClintock (2010), Bibi Bakare-Yusuf (2003) e Amina Mama (2013) foram trazidas para o estudo, destacando a necessidade de se entender o gênero como uma categoria que perpassa as experiências coloniais e pós-coloniais na África. Assim, observamos a maternidade pelo viés político de análise, como debatida por Mary O’Brien (2007) e Andrea O’Reilly (2007) nos estudos feministas, atuando como um lugar de força e resistência de mulheres entre si, capaz de gerar modificações nas gerações que se seguem e questionando as narrativas históricas e seus lugares de protagonização e poder.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ana Ximenes Gomes de Oliveira, UFPB

Doutora em Literatura pela Universidade Federal da Paraíba (2020), Mestra em Literatura Brasileira pela Universidade Federal da Paraíba (2015)e Graduada em Letras-Português pela Universidade Federal da Paraíba (2013). Possui publicações nas áreas de literatura contemporânea brasileira e africanas. Atuou como professora interdisciplinar no Centro Cultural Piollin. Atua como revisora de textos, tendo trabalhos realizados na revisão de livros de contos, poesia e romance, com editora. Pesquisadora nas áreas de Letras, com ênfase nos seguintes temas: Literatura brasileira, linguagem, língua portuguesa, teoria e crítica literária, literaturas africanas, pesquisa e produção acadêmica, estudos culturais e de gênero e estudos relativos às práticas de ensino/aprendizagem

Downloads

Publicado

2021-07-11 — Atualizado em 2021-07-12

Versões

Como Citar

OLIVEIRA, A. X. G. de .; FONSECA DE FREITAS, S. R. A maternidade política em Hibisco Roxo, de Chimamanda Adichie. Revista Ártemis, [S. l.], v. 31, n. 1, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.1807-8214.2021v31n1.58567. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/artemis/article/view/58567. Acesso em: 27 jan. 2022.

Edição

Seção

Maternidades e maternagens: representações e contestações