Presença de metais e de ácidos graxos em camarões cultivados no Agreste e no Cariri do Estado da Paraíba

Autores

  • Thiago Brandão Cavalheiro UFPB
  • Marta Maria da Conceição
  • Thais Teresa Brandão Cavalheiro Ribeiro

Resumo

A técnica de criação de camarão em viveiros tem sido uma alternativa compatível com a crescente demanda de alimentos, gerando emprego e renda para uma população de uma região. Com a introdução da espécie Litopenaeus vannamei, a carcinicultura vem se desenvolvendo substancialmente no Brasil, especialmente na região Nordeste e em particular na Paraíba. O semiárido nordestino possui grande quantidade de poços salinizados que podem fornecer água e tornar a região uma nova área para esta atividade. O estudo consiste na comparação do camarão produzido submetido a cultivos utilizando efluente da dessalinização de poços artesianos (Cariri) e de água do Rio Paraíba (Agreste). Foram realizadas análises de metais (Co, Ni, Pb, Mn e Cd) presentes no cefalotórax dos camarões e dos ácidos graxos nos dois ambientes de cultivo, Foram detectadas as presenças de Mn, Ni, Pb, Cd e Co no cefalotórax dos camarões nas duas regiões, com uma leve superioridade de teores nos camarões do agreste. As análises de ácidos graxos evidenciaram a presença de AGPI no agreste enquanto os AGMI na região do cariri.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

ALMEIDA, J. N.; NARAIN, N.; BORA, P. S. Ácidos graxos do óleo do camarão-rosa (Penaeus brasiliensis). In: IV SIMPÓSIS LATINO AMERICANO DE CIÊNCIAS DE ALIMENTOS. Campinas. Livro de Resumos. R Vieira Gráfica e Editora Ltda., 2001.

ATLANTIS. A carcinicultura. Disponível em:<http://www.atlantis.com.br>.

BARAJAS, F. J. M.; VILLEGAS, R. S.; CLARK, G. P.; MORENO, B. L. Litopenaeus vannamei (Boone) post-larval survival related to age, temperature, pH and ammonium concentration. Aquaculture Research, v.37, p.492-499, 2006.

BRAGAGNOLO, N.; RODRIGUEZ-AMAYA, D. Otimização da determinação de colesterol POR CLAE e teores de colesterol, lipídios e Ácidos graxos Totais em camarão rosa (Penaeus brasiliensis).Ciênc. Tecnol. Aliment., Campinas, v. 17, n.3, p.275-280, 1997.

BRASIL. Leis, Decretos, etc. Decreto nº 55871, de 26 de março de 1965 da Presidência da República. D.O.U. - Diário Oficial da União; Poder Executivo, de 09 de abril de 1965.

BRASIL. Leis, Decretos, etc. Portaria nº 685, de 27 de agosto de 1998, da Agência Nacional de Vigilância Sanitária do Ministério da Saúde. Princípios gerais para o estabelecimento de níveis máximos de contaminantes químicos em alimentos. Diário Oficial, Brasília, DF, de 24 de setembro de 1998.

FAO. Food and Agriculture Organization of the United Nations. Database on Introductions of Aquatic species. 2014.

FERNANDEZ, D; ZANUY, S.; BEBIANO, M. J.; PORTE, C. Chemical and biochemical tools to assess pollution exposure in cultured fish. Environmental Pollution, p. 138-46, 2008.

FOLCH, J., LEES, M.; STANLEY, G.H.S. A simple method for the isolation and purification of total lipides from animal tissues. J. Biol. Chem. 226, 497-509. 1957.

FRANCO, G. Tabela de composição química dos alimentos. 9. ed. 307 p. São Paulo: Atheneu, 2001.

GONÇALVES, A. A. Tecnologia do pescado: Ciência, tecnologia, inovação e legislação. Rio de Janeiro. Editora Atheneu. 2011.

HARTMAN, L.; LAGO, R. C. A. Rapid preparation of fatty acid methyl from lipids. Laboratory Practice, London, v. 22, n. 3, p. 475-473, 1973.

KUBITZA, F.; ONO, E. Percepções sobre a qualidade do pescado. Panorama da Aqüicultura 15(87):17-22. 2005.

MARKERT, B. Distribution and Biogeochemistry of Inorganic Chemicals in the Environment. In: SCHÜÜRMANN, G. and MARKERT, B. (eds.). Ecotoxicology. Heydelberg, Germany: John Wiley and Sons. Inc and Spektrum Akademischer Verlag, 1998. Part 2, p. 165-199.

MARTINO, R.; TAKAHASHI, N.S. A importância da adição de lipídios em rações para a aquicultura. Óleos e Grãos, n.58, p.32-37, 2001.

MINDELL, E.; MUNDIS, H. Vitaminas: guia prático das propriedades e aplicações. Trad. R. J. Schneider. São Paulo: Melhoramentos. Viver com saúde. 1996.

MONTGOMERY, R. et al. Bioquímica. 5. ed. São Paulo: Artes Médicas. 1994.

MOREIRA, A. B.; VISENTAINER, J.V.; SOUZA, N.E.; MATSUSHITA, M. Fatty acids profile and cholesterol contents of three Brazilian Brycon freshwater fishes. Journal of Food Composition and Analysis, Roma, 14: 565-574, 2001.

MURTHY, H. S. Effect of dietary supplementation of sardine oil as source of HUFAs on growth and disease resistance in freshwater prawn Macrobrachium rosenbergii. In: World Aquaculture, Anais. Salvador, 2003.

OGAWA, M.; MAIA, E. L. Manual de Pesca. São Paulo: Varela. v. 1. 430p. 1999.

RODRIGUES, J. Carcinicultura marinha desempenho em 2004. Revista da associação brasileira de criadores de camarão - ABCC, n. 7(2), p.38-44, 2005.

SANTOS, L. F. P. Avaliação dos teores de cádmio e chumbo em pescado proveniente de São Francisco do Conde, Bahia. Dissertação. Universidade Federal da Bahia. Escola de Nutrição. 75 p. 2011.

SILVA, E. ; VIANA, Z. C.V.; SANTOS, L. C. S.; KORN, M. G.; SANTOS, E. C. Avaliação da Influência de Fatores Biométricos na Bioacumulação de Elementos Químicos Essenciais (Zn, Cu, Fe, Mn) em Tecidos de Litopenaeus vannamei (Boone, 1931). Resumo expandido. 52º Congresso Brasileiro de Química. Recife, 2012.

SOUSA, J. K. C. Avaliação de impactos ambientais causados por metais traço em água, sedimento e material biológico na Baia de São Marcos, São Luís – Maranhão. 90 p. Tese (Doutorado) – UFPB/CCEN - João Pessoa, 2009.

SIRIWARDHANA, N.; LEE, K.W.; KIM, S.H.; HA,J. H.; PARK,G. T.; JEON, Y. J. Lipid peroxidation inibitory effects of Hizikia fusiformis methanolic extract on fish oil and linoleic acid. Food Science and Technology International, v. 10, n. 2, p.65-72. 2004.

WU, X. Y.; YANG, Y. F. Heavy metal (Pb, Co, Cd, Cr, Cu, Fe, Mn and Zn) concentrations in harvest-size white shrimp Litopenaeus vannamei tissues from aquaculture and wild source. Journal of Food Composition and Analysis. n.24 p. 62–65, 2011.

Downloads

Publicado

2016-12-19

Como Citar

CAVALHEIRO, T. B.; CONCEIÇÃO, M. M. da; RIBEIRO, T. T. B. C. Presença de metais e de ácidos graxos em camarões cultivados no Agreste e no Cariri do Estado da Paraíba. Gaia Scientia, [S. l.], v. 10, n. 4, 2016. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs2/index.php/gaia/article/view/34066. Acesso em: 26 set. 2022.

Edição

Seção

Ciências Ambientais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)