Gênero, raça, classe: as internas da seção esquirol para além da loucura

  • Renata Patricia Forain de Valentim Universidade do Estado do Rio de Janeiro. UERJ https://orcid.org/0000-0001-6272-0693
  • Mariah Martins Universidade do Rio de Janeiro
  • Letícia Palmeira Martins Universidade do Estado do Rio de Janeiro
  • Tamiris Rejane Moreira Freitas Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

Este trabalho analisa as práticas psiquiátricas e institucionais destinadas às mulheres loucas e pobres nas primeiras décadas da república brasileira, circunscreve o que era caracterizado como sendo a loucura feminina e reflete sobre como esta conceituação interage com outros discursos que definem o período. Para tanto, analisa 24 prontuários de pacientes transferidas do Hospital Nacional para a primeira instituição psiquiátrica exclusivamente feminina, a Colônia de Psicopatas do Engenho de Dentro. As informações destes documentos foram complementadas por outras, localizadas no Arquivo Nacional e no IPUB, como: memorandos, solicitações, relatórios e correspondências que narram aspectos cotidianos da colônia. A análise dos dados baseia-se no conceito de interseccionalidade, categoria que incorpora um dos eixos centrais da epistemologia feminista. Através dos resultados pode-se analisar a ação dos poderes institucionais interligados nos processos de tratamento dirigidos às mulheres internadas e o quanto eles refletem aspectos patriarcais, classistas e escravocratas da sociedade brasileira daquele momento.

Biografia do Autor

Renata Patricia Forain de Valentim, Universidade do Estado do Rio de Janeiro. UERJ
Pós doutora em Psicologia. Professora na Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
Mariah Martins, Universidade do Rio de Janeiro
Graduanda no curso de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Bolsista de iniciação científica Faperj e UERJ.
Letícia Palmeira Martins, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Graduanda do curso de Psicologia na Universidade do Rio de Janeiro. Bolsista de iniciação científica FAPERJ
Tamiris Rejane Moreira Freitas, Universidade do Estado do Rio de Janeiro
Graduanda no curso de Psicologia da Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Bolsista Faperj e UERJ.
Publicado
2020-07-17
Como Citar
VALENTIM, R. P. F. DE; MARTINS, M.; PALMEIRA MARTINS, L.; MOREIRA FREITAS, T. R. Gênero, raça, classe: as internas da seção esquirol para além da loucura. Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismos e Sexualidades, v. 29, n. 1, p. 386-406, 17 jul. 2020.