Das naturezas que se movem pelo afeto na poesia de Sónia Sultuane

Resumo

Sónia Sultuane é uma escritora e artista plástica que vem ocupando lugar de destaque na cena cultural de Moçambique. A coletânea de poemas No colo da Lua (2009) revela uma voz poética no feminino que se relaciona com natureza na perspectiva sinalizada pelos estudos ecofeministas referente ao endosso de um exercício humanístico de proteger o mundo e as mais diversas manifestações da natureza. Para fundamentar esta localização epistemológica vamos ancorar nos posicionamentos de Angélica Soares (1999) sobre erotismo e ecologia, de Carmen Tindó Secco (2014) sobre as reflexões em torno de afeto e poesia,  de Greta Gaard (2017) sobre o rumos do ecofeminismo, e de Izabel Brandão (2003) sobre as fronteiras críticas do ecofeminismo e da literatura.

Palavras-Chave: Ecofeminismo. Poesia,. Afeto. Sónia Sultuane.

Biografia do Autor

Sávio Freitas, Universidade Federal da Paraíba

Professor de Literaturas de Língua Portuguesa no Departamento de Letras do CCAE (Campus IV-UFPB) e do Programa de Pós-Graduação em Letras (Campus I-UFPB)

Publicado
2020-07-16
Como Citar
FREITAS, S. Das naturezas que se movem pelo afeto na poesia de Sónia Sultuane. Revista Ártemis - Estudos de Gênero, Feminismos e Sexualidades, v. 29, n. 1, p. 78-87, 16 jul. 2020.
Seção
Dossiê literatura e ecologia: vozes feministas e interseccionais