Exclusão e estigmatização da diversidade sexual: a vulnerabilidade moral como categoria de análise bioética

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1807-8214.2023v36n1.63354

Palavras-chave:

Bioética, Diversidade, Sexualidade, Gênero, Vulnerabilidade moral

Resumo

Este artigo aborda a questão da diversidade sexual no contexto da Bioética. Esta pesquisa parte de uma revisão de literatura sobre diversidade sexual e bioética e analisa os resultados encontrados à luz da compreensão de vulnerabilidade moral. Para a revisão, foi estabelecida a seguinte pergunta norteadora: Quais são os principais temas relacionadas à produção científica sobre diversidade sexual e bioética?  Os resultados apontam que apesar de existirem avanços na conceção de direitos e formulação de políticas públicas para estes grupos, há resistências e barreias na efetivação que podem expressar a dificuldade da sociedade em conviver com a diferença. Portanto, as pessoas Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis, Transexuais e Intersexuais podem estar moralmente fragilizadas, devido a uma legitimação de exclusões e violências pelo ethos da maioria da sociedade, não raramente a partir de argumentos teóricos e elaborados com ampla fundamentação filosófica, teológica, jurídica ou científica.  Essa é uma expressão singular da vulnerabilidade moral que deve ser estudada com mais atenção em trabalhos futuros nos diversos campo do conhecimento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Bárbara Medeiros Badaró

Mestre em Bioética pela Pontifícia Universidade Católica do Paraná. Advogada

Thiago Rocha da Cunha, Pontifícia Universidade Católica do Paraná

Mestre e Doutor em Bioética

Docente no Programa de Pós-graduação em Bioética da PUCPR

Downloads

Publicado

2023-12-28

Como Citar

BADARÓ, B. M. .; CUNHA, T. R. da .; SANCHES, M. A. Exclusão e estigmatização da diversidade sexual: a vulnerabilidade moral como categoria de análise bioética. Revista Ártemis, [S. l.], v. 36, n. 1, p. 173–187, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.1807-8214.2023v36n1.63354. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/63354. Acesso em: 19 abr. 2024.