A Revista Gaia Scientia é uma revista online, editada pelo Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente – PRODEMA, da Universidade Federal da Paraíba. Lançada em 2007, a revista destina-se à divulgação de artigos técnico-científicos originais e inéditos ou artigos de revisão (casos especiais, apenas com consulta prévia ao Editor-Chefe do periódico ou a convite), na área de Ciências Ambientais. Excepcionalmente, a revista pode publicar Edições Especiais, de temáticas atuais e relevante para a área de Ciências Ambientais. Os manuscritos elaborados devem destinar-se exclusivamente a Revista Gaia Scientia, não sendo permitida sua apresentação simultânea a outro periódico. No foco dos trabalhos publicados, consideramos pesquisas desenvolvidas nas mais diversas ramificações da área de Ciências Ambientais, incluindo trabalhos na interface com a Antropologia/ Sociologia Ambiental, Economia do Meio Ambiente, ações humanas para ameaça ou conservação da Biodiversidade e Impactos Ambientais, Engenharia Ambiental, Etnobiologia, Geografia Humana e Ambiental, Saúde e Meio Ambiente, Tecnologias Ambientais, entre outros.

Histórico do periódico

A Gaia Scientia começou a ser publicada em 2007, como uma iniciativa de divulgação de trabalhos interdisciplinares, perfil que coincide com o do Programa de Pós-Graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA). Apesar de ser uma revista sediada na Universidade Federal da Paraíba, o PRODEMA é um programa apoiado por uma rede de sete universidades do Nordeste, todas voltadas para pesquisas com abrangência na área das Ciências Ambientais.

Ao longo desses 13 anos, a revista passou pelo comando de quatro editores-chefes, tendo passado por ajustes tanto na sua política editorial, quanto na frequência de publicações, visando atender às práticas de qualidade de publicação. A Gaia Scientia tem o suporte técnico e digital do Portal de Periódicos da UFPB.

Frequência de publicação

A Gaia Scientia recebe submissões de artigos o ano todo, não havendo interrupção no fluxo de avaliações. Desde 2017, são publicadas 4 edições anualmente. 

Indexação

A Gaia Scientia é uma revista publicada na modalidade online (ISSN 1981-1268) e é open access. A revista está indexada nas seguintes plataformas:

  • Latindex (Sistema Regional de información en Línea Revistas Científicas de América Latina, el Caribe, España y Portugal (http://www.latindex.unam.mx/buscador/ficRev.html?folio=16462)
  • Open Academic Journals Index
  • CiteFactor Academic Scientific Journal
  • JIIFactor
  • Google Scholar
  • ABEC – Associação Brasileira dos Editores Científicos

Propriedade intelectual

Todo o conteúdo do periódico está licenciado sob uma Licença Creative Commons do tipo atribuição BY-NC 4.0 (https://creativecommons.org/licenses/by-nc/4.0/). Ou seja, o conteúdo pode ser copiado, adaptado, modificado, desde que sejam indicadas a origem, a autoria, as alterações feitas e desde que seja para uso não comercial. Todo conteúdo da revista tem publicação online, de acesso aberto e gratuito.

Apoio / Patrocinadores

  • Universidade Federal da Paraíba
  • FAPESQ - Fundação de Apoio à Pesquisa do Estado da Paraíba
  • CAPES - Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior

Escopo, política e processo editorial

A Revista GAIA SCIENTIA destina-se à divulgação de artigos técnico-científicos originais e inéditos ou artigos de revisão (casos especiais, apenas com consulta prévia ao Editor-Chefe do periódico ou a convite), na área de Ciências Ambientais. Excepcionalmente, a revista pode publicar Edições Especiais, de temáticas atuais e relevante para a área de Ciências Ambientais. No foco dos trabalhos publicados, consideramos pesquisas desenvolvidas nas mais diversas ramificações da área de Ciências Ambientais, incluindo trabalhos na interface com a Antropologia/ Sociologia Ambiental, Economia do Meio Ambiente, ações humanas para ameaça ou conservação da Biodiversidade e Impactos Ambientais, Engenharia Ambiental, Etnobiologia, Geografia Humana e Ambiental, Saúde e Meio Ambiente, Tecnologias Ambientais, entre outros.

Após a submissão, todos os manuscritos submetidos serão pré-analisados pelo Editor-chefe, que verificará perfil, relevância, estrutura, questões éticas e mérito para publicação. Caso seja necessário, atualizações segundo as normas da revista podem ser solicitadas. Se o autor não responder em um prazo de 15 (quinze dias) o artigo será rejeitado. Estando o manuscrito no formato da revista, o mesmo será submetido a um programa de similaridades com textos previamente publicados. No momento, estamos utilizando o iThenticate. Os manuscritos que atenderem a todos os critérios preliminares serão encaminhados para o processo de revisão por pares. A ordem de submissão não garante a ordem de publicação. A publicação de artigos aceitos depende da aprovação em todo processo editorial.

Política de Acesso Livre

Esta revista oferece acesso livre imediato ao seu conteúdo, seguindo o princípio de que disponibilizar gratuitamente o conhecimento científico ao público proporciona maior democratização mundial do conhecimento.

Processo de Avaliação pelos Pares

Cada manuscrito será apreciado por dois avaliadores ad hoc, em sistema de avaliação duplo-cega, de maneira opcional. Caso os revisores ou os autores aceitem, os mesmos podem solicitar sua identificação ao longo do processo de revisão.

Os revisores devem atentar para as Diretrizes Éticas da COPE (https://publicationethics.org/files/Code_of_conduct_for_journal_editors_Mar11.pdf), comprometendo-se a não revelar os nomes, conteúdos ou qualquer outro detalhe do trabalho analisado. A neutralidade e a imparcialidade devem nortear o processo e o revisor não deve ter qualquer conflito de interesses. Todos os avaliadores serão doutores, especialista na área de conhecimento do manuscrito.

Caso sejam solicitadas alterações, as avaliações e/ou pareceres serão enviados de volta aos autores, que devem devolver a versão corrigida obrigatoriamente acompanhada de uma carta resposta, enumerando as alterações realizadas e respondendo às análises/ colocações dos avaliadores. A nova versão do manuscrito será analisada pelo Editor-Chefe, que emitirá parecer final sobre o processo.

No caso do manuscrito ser aceito por um avaliador e recusado por outro, o manuscrito poderá ser enviado a um terceiro avaliador, a critério do Editor-Chefe, que dará o parecer final sobre o aceite ou recusa.

Manuscritos aceitos serão encaminhados para o processo de diagramação final. Nesse processo, o autor não mais poderá fazer nenhuma alteração significativa no texto, estando o mesmo sujeito a um novo processo de avaliação. Caso seja recusado, todo o processo de submissão e avaliação permanece arquivado no sistema da revista.    

Questões éticas e protocolo em caso de má conduta

A Gaia Scientia segue as diretrizes da COPE (https://publicationethics.org/files/Code_of_conduct_for_journal_editors_Mar11.pdf) em relação a todas as questões e fatores éticos do trabalho científico.

Ressaltamos a importância do cumprimento ético de todos os envolvidos no processo editorial:

  • Autores: a lista de autores deve refletir aquelas pessoas que efetivamente contribuíram para a elaboração do trabalho, seja na participação intelectual para sua concepção e/ou desenvolvimento metodológico e redação e aprovação da versão final do manuscrito. As atividades desenvolvidas por cada pessoa devem ser especificadas no arquivo do manuscrito. Pessoas com participação pontual no artigo ou que tenham tido qualquer tipo de colaboração podem aparecer na parte de Agradecimentos. Outro critério essencial é o autor estar ciente de que não existe nenhum tipo de conflito de interesses e de declarar órgãos de fomento. Ainda espera-se que o texto tenha redação própria dos autores, sem cópias de outras fontes e que as ideias apresentadas, quando não forem dos autores, sejam propriamente referenciadas.
  • Revisores: os revisores devem realizar análise do manuscrito de maneira independente e sem parcialidade, adotando critérios técnicos científicos e garantindo o sigilo do processo. Os revisores se comprometem a enviar suas avaliações nos prazos estabelecidos.
  • Editores: devem garantir que o cumprimento das etapas editoriais descritas nas normas da revista e que o processo editorial siga o mais rápido possível.

A Gaia Scientia preza pela originalidade do trabalho, sendo extremamente exigente em relação à qualidade da redação. Casos de plágio, identificação de má conduta, conflito de interesses ou outra ação que comprometa a seriedade científica, caso comprovadas, levam a recusa do manuscrito. Os autores podem ser consultados para esclarecimentos, caso seja necessário. Atualmente, os manuscritos são verificados quanto à similaridade com outros textos já publicados via iThenticate, quando é proferida uma análise qualitativa do relatório gerado.

Em casos de denúncia por plágio, má conduta, reclamações por problemas de autoria e conflitos de interesses em artigos já publicados, a revista procederá segundo as normas da COPE e, caso comprovada a denúncia, o artigo pode ser retratado parcialmente ou totalmente (cancelamento da publicação).  

A Gaia Scientia está totalmente alinhada com as exigências em relação às questões éticas na execução da pesquisa. Dessa forma, todo trabalho deve apresentar a aprovação dos órgãos de normatização ética federal, estadual ou municipal, segundo as leis do local da pesquisa. Nesse sentido:

  • Trabalhos com animais, quando for o caso, devem apresentar aprovação do Comissão de Ética na Utilização de Animais;
  • Trabalhos em Unidades de Conservação devem apresentar aprovações dos órgãos gestores (Sisbio ou secretarias estaduais ou municipais);
  • Trabalhos com pessoas devem ter a aprovação do Comitê de Ética;
  • Trabalhos com populações tradicionais e povos indígenas devem ter a aprovação do Sisgen.

Recomenda-se que plantas e animais depositados em coleções, tenham a divulgação das coleções e os números da vouchers informados. 

Política de armazenamento de informações

A Gaia Scientia possui preocupação e compromisso com o registro do processo editorial, mantendo um registro de longo prazo de todo processo em sua plataforma. A plataforma adotada é a OJS 3 e está sob direção do Portal de Periódicos Científicos Eletrônico/ Editora UFPB (https://periodicos.ufpb.br/capa/periodicos.php).