Atividades biológicas de Miconia spp. Ruiz & Pavon (Melastomataceae Juss.)

Autores

  • Marcos Aurélio Figueireido dos Santos Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Maria Arlene Pessoa da Silva Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Antônio Carlito Bezerra dos Santos Universidade Regional do Cariri - URCA
  • José Weverton Almeida Bezerra Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Sarah Ribeiro Alencar Universidade Regional do Cariri - URCA
  • Elania Alves Barbosa Universidade Regional do Cariri - URCA

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-1268.2017v11n1.30060

Resumo

O trabalho objetivou estudar o extrato obtido por infusão de sete espécies do gênero Miconia (Miconia albicans, Miconia alborufescens, Miconia ciliata, Miconia ibaguensis, Miconia lingustroides, Miconia minutiflora e Miconia stenostachya), sobrea germinação, desenvolvimento e índice mitótico de alface (Lactuca sativa). O extrato foi preparado com 30 gramas de folhas imersas em 1L de água destilada a 100ºC por uma hora. Os tratamentos constaram do extrato a 100% diluído em água destilada a 75, 50 e 25% e o grupo controle constou de água destilada (0%). As sementes de L. sativa foram postas para germinar em placas de Peri contendo papel filtro umedecido com 3 mL do substrato nas diversas concentrações por sete dias. Para análise do índice mitótico foi utilizada a técnica de esmagamento e coloração das pontas de raiz de alface. Foram avaliados o número de sementes germinadas, IVG, comprimento das plântulas e necrose das radículas. Foi observada a presença de anomalias cromossômicas. A pesquisa de metabolitos secundários foi feita através da mudança de cor e formação de precipitado com adição de reagentes específicos. Todos os extratos por infusão de Miconia spp. inibiram significativamente o comprimento da radícula da planta teste. Somente duas espécies testadas apresentaram efeito sobre o índice mitótico de alface, o qual teve um aumento com o uso dos extratos de M. albicans e uma inibição com os de M. lingustroides. Várias anomalias cromossômicas foram encontradas com destaque para C-metáfases e micronúcleos. As espécies de Miconia testadas caracterizam-se pela presença de taninos e flavonoides. Os extratos testados demonstraram efeito alopático negativo sobre as radículas da planta teste.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Referências

Aires SS. 2007. Potencial alelopático de espécies nativas do Cerrado na germinação e desenvolvimento inicial de invasoras. Brasília: UNB. Dissertação (Mestrado) Mestrado em Botânica, Universidade de Brasília. Brasília-DF, 61 p.

Alves MC. 2002. Potencial alelopático de extratos voláteis sobre a germinação de sementes e crescimento de raíz de plântulas de alface, picão – preto e carrapicho. 80f. Dissertação (Mestrado em Fitotecnia) - Universidade Federal do Ceará (UFC), Fortaleza.

Azambuja N, Hoffmann CEF, Neves LAS and Goulart EPL. 2010. Potencial alelopático de Plectranthus barbatus Andrews na germinação de sementes de Lactuca sativa L. e de Bidens pilosa L. Revista de Ciências Agroveterinárias, 9(1): 66-73.

Bach FT and Silva CAT. 2010. Efeito alelopático de extrato aquoso de boldo e picão preto sobre a germinação e desenvolvimento de plântulas de alface. Cultivando o Saber, 3(2): 190-198.

Banzatto DA, and Kronka SN. 1989. Experimentação Agricola. 1 ed. Jaboticabal: FUNEP/FCAV, 247 p.

Borella J, Tur CM and Pastorini LH. 2010. Alelopatia de extratos aquosos de Duranta repens sobre a germinação e o crescimento inicial de Lactuca sativa e Lycopersicum esculentum. Revista Biotemas, 23(1): 13- 22.

Borella J, Wandscheer ACD, Bonatti LC and Pastorini, LH. 2009. Efeito alelopático de extratos aquosos de Persea americana Mill. sobre Lactuca sativa L. Revista Brasileira de Biociências, 7(3): 260-265.

Borges CS, Cuchiara CC, Silva SDA and Bobrowski VL. 2011. Efeitos citotóxicos e alelopáticos de extratos aquosos de Ricinus communis utilizando diferentes bioindicadores. Tecnologia & Ciência Agropecuaria, 5(3): 15-20.

Cassiano DSA, Branco A, Silva, TRS and Santos AKA. 2010. Caracterização morfoanatômica de folhas e caules de Microlicia hatschbachii Wurdack, Melastomataceae. Revista Brasileira de Farmacognosia, 20(4): 529-535.

Comiotto A. 2006. Potencial alelopático de diferentes espécies de plantas sobre a qualidade fisiológica de sementes de arroz e aquênios de alface e crescimento de plântulas de arroz e alface. Dissertação (Mestrado em fisiologia vegetal)-Programa de Pós- Graduação em Fisiologia Vegetal, Universiade Federal de Pelotas, Pelotas, 32 p.

Dias JFG, Círio GM, Miguel, MD and Miguel OG. 2005. Contribuição ao estudo alelopático de Maytenus ilicifolia Mart. ex Reiss., Celastraceae. Revista Brasileira de Farmacognosia, 15(3): 220-223.

Fachinetto JM, Bagatini MD, Durigon J, Silva ACF and Tedesco SB. 2007. Efeito anti-proliferativo das infusões de Achyrocline satureioides DC (Asteraceae) sobre o ciclo celular de Allium cepa. Revista Brasileira de Farmacognosia, 17(1): 49-54.

Felix RAZ, Ono EO, Silva CP, Rodrigues JD, Pieri C. 2007. Efeitos Alelopáticos da Amburana cearensis L. (Fr. All.) AC Smith na Germinação de Sementes de Alface (Lactuca sativa L.) e de Rabanete (Raphanus sativus L.). Revista Brasileira de Biociências, 5(2): 138-140.

Fernandes LAV, Miranda DLC and Sanquetta CR. 2007. Potencial alelopático de Merostachys multiramea Hackel sobre a germinação de Araucaria angustifolia (Bert.) Kuntze. Revista Academica de Curitiba, 5(2): 139-146.

Ferreira AG and Aquila MEA. 2000. Alelopatia: Uma área emergente da ecofisilogia. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, . 12(1): 175-204.

Gatti AB. 2008. Atividade alelopatica de espécies do cerrado. São Carlos: UFSCAR. Tese (Doutorado)-Programa de Pós - Graduação em Ecologia e Recursos Naturais, Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, 136 p.

Goldenberg R. 2004. O gênero Miconia (Melastomataceae) no Estado do Paraná, Brasil. Acta Botânica Brasilica, 4(18): 927-947.

Gorla CM and Perez SCJGA. 1997. Influência de extratos aquosos de folhas de Miconia albicans Triana, Lantana camara L., Leucaena leucocephala (Lam) e Drimys winteri Forst, na germinação e crescimento inicial de sementes de tomate e pepino. Revista Brasileira de Sementes, 19(2): 260-265.

Guerra M J and Souza M. 2002. Como Observar os Cromossomos: Um Guia de Técnicas em Citogenética Vegetal, Animal e Humana. Ribeirão Preto: FUNPEC, 130p.

Henriques AT, Limberger RP, Kerber VA and Moreno PRH. 1999. Alcalóides: Gerneralidades e aspectos básicos. In SIMÕES, C. M. O. et al. Farmacognosia: da planta ao medicamento. Porto Alegre : UFRGS; Florianópolis, UFSC, p. 45-61.

Iganci JRV, Bobrowski VL, Heiden G, Stein VC and Rocha BHG. 2006. Efeito do extrato aquoso de diferentes espécies de boldo sobre a germinação e índice mitótico de Allium cepa L. Arquivos do Instituto Biológico, 73(1): 79-82.

Li ZH, Wang Q, Ruan X, Pan CD and Jiang DA. 2010. Phenolics and plant allelopathy. Molecules, 15(12): 8933-8952.

Macias FA, Gallindo JCG and Molinillo JMG. 2000. Plant biocommunicators: Application of allelopathic studies. In: 2000 years of natural products research - past, present and future, Ed Teus J.C. Luijendijk, p. 137-161.

Maculan K, Kleinowski A, Cuchiara CC, Borges CS and Bobrowski VL. 2007. Efeito do extrato aquoso de Eryngium eburneum Decne. (Apiaceae) sobre aquênios de alface. Revista Brasileira de Biociências, 5(2): 1080-1082.

Matos FJA. 2009. Introdução à fitoquímica experimental. Fortaleza: UFC. 3 ed. 150p.

Pessotto GP and Pastorini LH. 2007. Análise da germinação de alface (Lactuca sativa L.) e tomate (Lycopersicon esculentum Mill.) sob a influência alelopática do funcho (Foeniculum vulgare Mill.). Revista Brasileira de Biociências, 5(2): 990-992.

Pires NM, Souza IRP, Prates HT, Faria TCL, Pereira-Filho IA and Magalhães PC. 2001. Efeito do extrato aquoso de leucena sobre o desenvolvimento, índice mitótico e atividade da peroxidase em plântulas de milho. Revista Brasileira de Fisiologia Vegetal, 13(1): 55-65.

Souza SAM, Cattelan LV, Vargas DP, Piana CFB, Bobrowski VL and Rocha BHG. 2005. Atividade alelopática e citotóxica do extrato aquoso de espinheira-santa (Maytenus ilicifolia Mart. Ex Reiss.). Publicação da UEPG Biologia Health Science, 11(3): 7-14.

Souza-Filho APS and Alves SM. 2002. Alelopatia: princípios básicos e aspectos gerais. Belém: Embrapa amazônia Oriental, 260p.

Storck L, Garcia DC, Lopes SJ and Estefanel, V. 2011. Experimentação Vegetal. 3 ed. Santa Maria: UFSM, 200p.

Downloads

Publicado

2017-03-31

Como Citar

FIGUEIREIDO DOS SANTOS, M. A.; SILVA, M. A. P. da; SANTOS, A. C. B. dos; BEZERRA, J. W. A.; ALENCAR, S. R.; BARBOSA, E. A. Atividades biológicas de Miconia spp. Ruiz & Pavon (Melastomataceae Juss.). Gaia Scientia, [S. l.], v. 11, n. 1, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1981-1268.2017v11n1.30060. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/gaia/article/view/30060. Acesso em: 23 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Ambientais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)