Uso de índices de vegetação por sensoriamento remoto para estudos da Caatinga: uma revisão sistemática

Resumo

A caatinga se destaca pela grande área que ocupa pela biodiversidade. Pesquisas nesse bioma sobre mudanças climáticas, uso e ocupação das terras, biomassa e manejo florestal, dentre outras, são realizadas e o sensoriamento remoto se destaca como uma ferramenta de monitoramento a partir dos índices de vegetação. Esta pesquisa teve como objetivo fazer uma revisão de literatura sobre os estudos realizados na caatinga que utilizam os índices de vegetação a partir do sensoriamento remoto e como são aplicados. A revisão seguiu as diretrizes do “Preferred Reporting Items for Systematic Reviews and Meta-Analysis (PRISMA)”. Os artigos selecionados foram indexados nas bases Science Direct, Scopus e Web of Science. As palavras-chave “remote sensing”, “satellite”, “Vegetation Index” e “Caatinga” foram aplicadas na seleção de artigos. Inicialmente, 86 artigos foram encontrados: Science Diret (Σ= 29), Scopus (Σ=54) e Web of Science (Σ=3). A combinação das palavras-chave proporcionou 39 artigos que estavam de acordo com os critérios de inclusão. Após a leitura dos resumos, 17 artigos foram meta-analisados. Em geral, o Índice de Vegetação pela Diferença Normalizada é o mais utilizado nos estudos, com os produtos orbitais do Satélite Landsat 5 e estudos relacionados ao tema das mudanças climáticas, enfatizando a necessidade de ações sustentáveis que possibilitem a preservação da caatinga.

Biografia do Autor

Rodrigo José Carvalho Lopes, UPE - UNIVERSIDADE DE PERNAMBUCOCAMPUS - PETROLINA

Graduado em geografia pela Universidade de Pernambuco no Campus Petrolina. Integrante do Grupo de Trabalho em Monitoramento Ambiental e Geotecnologia (GTMAGEO) vinculado ao grupo de pesquisa Sociedade e Natureza Vale do São Francisco. Bolsista de Iniciação Científica do CNPq. Tendo Trabalhado nas subáreas da geografia física com uso das geotecnologias aplicadas ao estudos da desertificação, solos, cobertura vegetal e climatologia. Atualmente Mestrando do Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia Ambiental para o Semiárido (PPGCTAS). Desenvolvendo trabalho com índices de vegetação aplicados na Caatinga e integrante do Laboratório de Física e Energias Renováveis (LFER).

Publicado
2020-03-31
Como Citar
LOPES, R. J. C.; SANTOS, A. M. DOS; ZLATAR, T.; LIMA JÚNIOR , C. DE. Uso de índices de vegetação por sensoriamento remoto para estudos da Caatinga: uma revisão sistemática. Gaia Scientia, v. 14, n. 1, 31 mar. 2020.
Seção
Ciências Ambientais