A pesca camaroeira em Santarém, Baixo Amazonas, Pará: procedimentos técnicos e operacionais

Resumo

Os camarões são amplamente consumidos pelas comunidades tradicionais ao longo do sistema Solimões/ Amazonas e possuem interesse comercial no estado do Pará. Com o objetivo de entender esse tipo de pescaria no município de Santarém (PA), foram realizadas diversas visitas no período de outubro de 2016 a setembro de 2017, com entrevistas semidirecionadas aos pescadores e observações participativas em suas atividades diárias. A pesca de camarões é praticada de forma artesanal com foco comercial, sendo a principal fonte de geração de renda das famílias. A captura é realizada com armadilha semifixa denominada de matapi, confeccionadas pelos próprios pescadores com ferro galvanizado e tela de náilon, são usadas nas margens do rio Amazonas, nos canais e lagos de várzea próximo a cidade. O camarão regional é capturado com maior abundância no período denominado de verão (junho a dezembro) e o aviú no inverno amazônico
(janeiro a junho), ambos são comercializados cozidos com sal em feiras e mercados da região, com preços variando de acordo com o tamanho do produto e entre os períodos de safra e entressafra. A pescaria é realizada de forma desordenada, não havendo nenhum tipo de fiscalização e controle dos estoques naturais, sendo capturado indivíduos de todos os tamanhos.

Biografia do Autor

Yana Karine da Silva Coêlho, Universidade Federal do Oeste do Pará

Discente do curso de Engenharia de Pesca, Laboratório de Ecologia do Ictioplâncton e Pesca em Águas Interiores, Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas, Universidade Federal do Oeste do Pará.

Luan Campos Imbiriba, Universidade Federal do Oeste do Pará

Discente do curso de Engenharia de Pesca, Laboratório de Ecologia do Ictioplâncton e Pesca em Águas Interiores, Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas, Universidade Federal do Oeste do Pará.

Elizabete de Matos Serrão, Universidade Federal do Oeste do Pará

Engenharia de Pesca e colaboradora do Laboratório de Ecologia do Ictioplâncton e Pesca em Águas Interiores, Universidade Federal do Oeste do Pará.

Diego Maia Zacardi, Universidade Federal do Oeste do Pará

Docente do curso de Engenharia de Pesca, Coordenador do Laboratório de Ecologia do Ictioplâncton e Pesca em Águas Interiores, do Instituto de Ciências e Tecnologia das Águas, Universidade Federal do Oeste do Pará.

Publicado
2020-03-31
Como Citar
DA SILVA COÊLHO, Y. K.; CAMPOS IMBIRIBA, L.; DE MATOS SERRÃO, E.; MAIA ZACARDI, D. A pesca camaroeira em Santarém, Baixo Amazonas, Pará: procedimentos técnicos e operacionais. Gaia Scientia, v. 14, n. 1, 31 mar. 2020.
Seção
Ciências Ambientais