Projeções de cenários de gerenciamento de resíduos sólidos urbanos em um municipio do semiarido do Nordeste do Brasil

Autores

  • Antonio Batista de Queiroz Júnior UERN
  • Joel Medeiros Bezerra
  • Talita Tássia da Costa
  • Francisco Soares Roque
  • Samilly Brito Nobre
  • Helves Clerverton Guerra Costa

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-1268.2021v15n1.56200

Resumo

Os resíduos sólidos tem configurado uma das grandes problemáticas ambientais, isso pois, a gestão ineficiente quanto aos sistemas de coleta até destinação e disposição final em municípios brasileiros tem intensificado os danos ambientais, e portanto, foco de diversas pautas que visam solucionar esse problema. Este trabalho objetivou projetar potenciais cenários voltados à otimização do gerenciamento municipal de Resíduos Sólidos Urbanos (RSU) em Ereré-CE, semiárido no Nordeste do Brasil. Para tanto, inicialmente foi diagnosticado o atual sistema de manejo de RSU, por meio de estudos de campo, sendo posteriormente feito o emprego de modelos matemáticos para projeções temporais, a fim de identificar o prognostico de cenários voltados a otimização do gerenciamento dos RSU. Quanto aos cenários propostos de gerenciamento de RSU: o 1º indica a destinação para coleta seletiva e aterro sanitário, o 2° com compostagem e aterro sanitário, o cenário 3º a destinação para coleta seletiva, compostagem e aterro sanitário e, no 4º somente a disposição para o aterro sanitário. Diante dos cenários, averiguou-se que o 3º foi o que indicou a maior redução de RSU no aterro, potencializando a inserção e valoração econômica dos resíduos, otimizando a vida útil do aterro e favorecendo o aproveitamento de parte dos resíduos orgânicos para beneficiamento e geração de subprodutos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2021-04-15 — Atualizado em 2021-05-03

Versões

Como Citar

QUEIROZ JÚNIOR, A. B. de; BEZERRA, J. M.; COSTA, T. T. da; ROQUE, F. S.; NOBRE, S. B.; COSTA, H. C. G. Projeções de cenários de gerenciamento de resíduos sólidos urbanos em um municipio do semiarido do Nordeste do Brasil. Gaia Scientia, [S. l.], v. 15, n. 1, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.1981-1268.2021v15n1.56200. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/gaia/article/view/56200. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Ciências Ambientais