Ensaio “Sobre Sujeito e Objeto” de Theodor Adorno como trânsito à sua Teoria Crítica

Autores

  • Cleidson de Jesus Rocha Universidade Federal do AcreCentro de Educação e Letras - CELCampus da Floresta

DOI:

https://doi.org/10.18012/arf.v7i3.53082

Palavras-chave:

Sujeito, Objeto, Theodor Adorno, Teoria crítica

Resumo

É propósito deste trabalho apresentar considerações sobre as teses presentes no conjunto de 12 partes que compõe o texto Sobre Sujeito e Objeto, de Theodor Adorno, relacionando a posição do autor com sua linha biográfica, marcada pelos acontecimentos históricos, bem como pelo itinerário do pensamento filosófico, elementos estes que pautaram a construção de sua teoria crítica. Para tanto, iniciamos com algumas considerações sobre a forma e o conteúdo do texto Sobre Sujeito e Objeto. No segundo momento apresentaremos uma chave de leitura, enquanto possibilidade de organização do texto por seu autor, passando então, a nos deter em cada uma das 12 partes, buscando, além das teses de cada uma das partes, apresentar a interlocução de Adorno com as epistemologias que lhe servem de apoio ao debate em questão. Finalizamos apontando o pessimismo adorniano ao constatar que a força, que tanto se esperou da consciência, não foi suficiente para fazê-la autônoma, pois, ao contrário das promessas iluministas, a racionalidade perde o controle e se desprende de si mesma, convertendo-se verdadeiramente em degeneração da consciência crítica, esvaziando, assim, a condição autônoma do sujeito.

Biografia do Autor

Cleidson de Jesus Rocha, Universidade Federal do AcreCentro de Educação e Letras - CELCampus da Floresta

Pesquisador Colaborador no Programa de Pós-Doutorado em Filosofia na Universidade de São Paulo - USP (2018-2019). Doutor em Filosofia pela Universidade Gama Filho - UGF-RIO (2005). Professor Adjunto no Centro de Educação e Letras - CEL  - Universidade Federal do Acre

Referências

ADORNO, T. W. “Sobre Sujeito e Objeto”, IN: Palavras e sinais: Modelos Críticos 2. Tradução: Maria Helena Ruschel. Supervisão de Alvaro Valls. Petrópolis-RJ. Vozes, 1995.

ADORNO, T. W. “Ensaio como Forma”, In: Notas de Literatura I. Tradução e apresentação de Jorge M. M. de Almeida. São Paulo: Duas Cidades; Ed. 34, 2003.

ADORNO, T. W. Dialectica Negativa. Versión española de José Maria Ripalda. Madrid: Taurus, 1975.

ADORNO, T. W. Dialética Negativa. Tradução Marco Antônio Casanova. Rio de Janeiro: Zahar, 2009.

ADORNO, T. W. Minima morália: reflexões a partir da vida danificada. Tradução de Luiz Educardo Bica. São Paulo: Ática, 1993.

ADORNO, T. W. Vorlesungen über Negative Dialektik, Nachgelassenen Schriften, XVI, Fráncfort d. M.: Suhrkamp, 2007

ARENDT, Hannah. A condição humana. Tradução de Roberto Raposo. 10ª ed. Rio de Janeiro: Ed. Forense Universitária, 2007.

CLAUSSEN, Detlev. Theodor W. Adorno, Valencia, Publicacions de la Universitat de València, 2006.

JAY, Martin. As ideias de Adorno. Tradução Adail Ubirajara Sobral. São Paulo: Cultrix Editora da Universidade de São Paulo, 1988.

JAY, Martin. La imaginación dialéctica. Una historia de la Escuela de Frankfurt, Madrid, Taurus, 1989, p. 289.

PASCUAL, André Sánchez. Nota preliminar de Adorno. In: Impromptus. Serie de artículos musicales impresos de nuevo. Barcelona: Ed. Laia, 1985.

TRAVERSO, Enzo. Siegfried Kracauer. Itinerario de un intelectual nómada, València, Alfons el Magnànim, 1998.

Arquivos adicionais

Publicado

2020-11-28

Como Citar

Rocha, C. de J. (2020). Ensaio “Sobre Sujeito e Objeto” de Theodor Adorno como trânsito à sua Teoria Crítica. Aufklärung: Revista De Filosofia, 7(3), p.147–158. https://doi.org/10.18012/arf.v7i3.53082

Edição

Seção

Artigos