A cristalização da Idade Média na literatura brasileira

  • Elizabeth Dias MARTINS UFCE
Palavras-chave: Teoria da Residualidade, O Guarani, Cristalização, Idade Média

Resumo

Sob o tema “Releituras da tradição medieval”, trataremos do processo de cristalização estética, um dos conceitos operacionais da Teoria da Residualidade, em obras da literatura brasileira que contêm resíduos da Idade Média que não tivemos de fato. A cristalização consiste no aproveitamento estético de resíduos literários e culturais realizado por artistas, entre os quais, os escritores. No caso, examinaremos como alguns resíduos da cultura medieval foram cristalizados, proporcionando obras-primas em nossa literatura.

Referências

BURKE, Peter. Formas de história cultural. Madrid: Alianza Editorial, 2000.

LE GOFF, Jacques; SCHIMITT, Jean-Claude. Dicionário temático do Ocidente medieval. v. II. Bauru, SP: EDUSC; São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 2002.

LE GOFF, Jacques. Heróis e maravilhas da Idade Média. Rio de Janeiro: Vozes, 2009.

LLULL, Ramon. O livro da ordem de cavalaria. Trad. Ricardo Costa. São Paulo: Editora Giordano, 2000.

MARTINS, Elizabeth Dias. O medievalismo residual no romance O guarani. In: PONTES, Roberto, MARTINS, Elizabeth Dias (Org.). Anais VII Encontro Internacional de Estudos Medievais. Fortaleza: UFC, 2007. p. 275-282.

MOISÉS, Massaud. Vestígios da Idade Média na ficção romântica brasileira. In: VAZ LEÃO, Ângela (org.). Anais do IV Encontro Internacional de Estudos Medievais. Belo Horizonte: PUC-Minas, 2001. p. 59-73.

PASTOUREAU, Michel. No tempo dos cavaleiros da Távola redonda. São Paulo: Companhia das Letras, 1989.

PONTES, Roberto. Residualidade e mentalidade trovadoresca no Romance Clara Menina. In: TAVARES, Maria do Amparo (org.) Atas III Encontro Internacional de Estudos Medievais. Rio de Janeiro: Editora Ágora da Ilha, 1999. p. 513-516.

TORRES, José William Craveiro, PONTES, Roberto. Resíduos Clássicos no Rito Iniciático do Cavaleiro Medieval. In: MONGELLI, Lênia Márcia de Medeiros. (Org.). De Cavaleiros e Cavalarias: por Terras de Europa e Américas. 1ª ed. São Paulo: Humanitas, 2012, v. 01, p. 233-246.

Publicado
2016-01-11
Como Citar
MARTINS, E. D. A cristalização da Idade Média na literatura brasileira. Revista Graphos, v. 17, n. 2, p. 33-38, 11 jan. 2016.