O LOCAL E O UNIVERSAL COMO ESPAÇOS DE FORMAÇÃO EM PAULO FREIRE

LOCAL AND UNIVERSAL AS FORMATION SPACES IN PAULO FREIRE

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2017v26n1.29104

Palavras-chave:

O trabalho com força de luta, Paulo Freire, Relação entre local e universal

Resumo

O texto marca uma análise realizada na literatura publicada concernente a Paulo Freire, com ênfase nos sujeitos ativos de sua reflexão, que são os trabalhadores. Mostra que, tanto no Brasil quanto na América Latina, há um aumento do trabalho precário e do trabalho feminino, com uma frequente desvalorização das qualificações e dos salários. Mostra o interesse crescente em reatualizar o pensamento de Paulo Freire e salienta o enfraquecimento de estudos sobre ele e sobre a ênfase da dimensão política forte, que é a marca  maior de suas reflexões ao defender a ação educativa. O trabalho permite refletir que o interesse de Paulo Freire pelo enraizamento da ação educativa nas comunidades e por uma relação direta com a população não era de tudo separado de seu interesse pelo universal. Enfatiza que é muito difícil, ou, até, verdadeiramente impossível compreender a interpretação de seu respeito pelo local ou o regional como uma rejeição ao universal.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Ettore Gelpi, Université de Paris I - Sorbonne / Ex-Professor

Doutora em Educação (1987), na Universidade de CaenFrança e Mestre na Universidade da Columbia - Washington, em Ciências da Educação (1962). 

Downloads

Publicado

2018-06-20

Como Citar

GELPI, E. O LOCAL E O UNIVERSAL COMO ESPAÇOS DE FORMAÇÃO EM PAULO FREIRE: LOCAL AND UNIVERSAL AS FORMATION SPACES IN PAULO FREIRE. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 26, n. 1, p. 97–106, 2018. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2017v26n1.29104. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rteo/article/view/29104. Acesso em: 16 jan. 2022.

Edição

Seção

PONTOS DE VISTAS/NOTAS/COMENTÁRIOS