Documentário e invenção: estratégias de mis en scène como recurso estético e narrativo

Autores

  • Bertrand Lira PPGC/UFPB

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1983-5930.2017v10n2.37666

Resumo

Os documentários de curta-metragem Tubarão (TABOSA, 2013) e La llamada (VINAGRE, 2014) são pretextos para refletirmos sobre o recurso a artifícios, a exemplo da encenação, quando a realidade nega ao realizador parte da matéria documental (imagens e sons) para compor sua narrativa. Entre as opções de estratégias de mis en scène está a substituição de personagens reais da história narrada por outros atores sociais ou maquinações outras para compor a narrativa documentária. Palavras-chave: Documentário. Encenação. Estética. Ética. Mis en scène.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2017-12-27

Como Citar

LIRA, B. Documentário e invenção: estratégias de mis en scène como recurso estético e narrativo. Culturas Midiáticas, [S. l.], v. 10, n. 2, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1983-5930.2017v10n2.37666. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/cm/article/view/37666. Acesso em: 6 dez. 2021.

Edição

Seção

Artigos