Integração dos saberes na Pós-Graduação brasileira: seria o PRODEMA uma proposta viável?

Autores

  • Herbart dos Santos Melo SEBRAE/CE
  • Saulo Roberio Rodrigues Maia Universidade Estadual do Ceará
  • George Satander de Sá Freire Universidade Federal do Ceará

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-1268.2017v11n1.31127

Resumo

O conceito de interdisciplinaridade ainda gera uma incógnita na formulação de propostas e projetos relacionados no mundo acadêmico. No Brasil, os cursos de Pós-graduação multidisciplinares, têm como proposta integrar competências e habilidades de forma disciplinar, levando o currículo a possuir certo formato transdisciplinar. Neste estudo, objetiva-se apresentar uma análise crítica-construtiva sobre o Programa Regional de Pós-graduação em Desenvolvimento e Meio Ambiente, PRODEMA, em rede com as instituições brasileiras UFC-UFPI-UFPE-UFPB-UFRN-UFS-UESC. Tal análise baseia-se num levantamento teórico que sustenta a justificativa de Programas multidisciplinares como o PRODEMA: conceitos de interdisciplinaridade, integração dos saberes, método heurístico e teoria da complexidade. Utilizou-se também, como base argumentativa, os antecedentes históricos e a proposta que fundamentou a implantação do Programa, conforme o Seminário Fundacional do PRODEMA, realizado na Universidade Federal de Alagoas, em agosto de 1996. As experiências pessoais dos doutorandos norteiam as críticas apresentadas.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Herbart dos Santos Melo, SEBRAE/CE

Graduado em Engenharia Civil pela Universidade de Fortaleza-UNIFOR (1994), pós-graduado em incubadoras, consórcio e redes de pequenas empresas pela Organização Internacional do Trabalho OIT Itália (1996), pós-graduado em Consultoria para Micro e Pequena Empresa pela Universidade de São Paulo-USP (1998), especialista em Inovação Tecnológica pela Universidade Estadual do Ceará-UECE (1998), especialista em Engenharia de Produção pelo ICEN/CENTEC (2006), Mestre em Engenharia de Produção pela Universidade Federal da Paraíba - UFPb (2009), Graduado, junto ao INSEAD - The business School for the World, em Gestão Estratégica para Dirigentes Empresariais (2009) e pela WHARTON - University of Pennsylvania, em Strategy and Business Innovation Program. Doutorando em Desenvolvimento e Meio Ambiente pela Universidade Federal do Ceará - UFC (2014). . Atualmente é gerente - Serviço de Apoio As Micro e Pequenas Empresas do Estado do Ceará na área da Indústria. Tem experiência na área de Engenharia Civil com ênfase em Construção Civil e Gestão de Empresas. Atuando, principalmente, nos seguintes temas: empreendedorismo, qualidade, produtividade, gestão de pequena empresa, inovação, tecnologia, gestão ambiental, sustentabilidade e projetos para prospecção e captação de recurso financeiros

Saulo Roberio Rodrigues Maia, Universidade Estadual do Ceará

Possui graduação em LICENCATURA EM QUÍMICA pela Universidade Federal do Ceará (2002) e mestrado em CIÊNCIAS MARINHAS TROPICAIS pela Universidade Federal do Ceará (2004). Atualmente é Professor Assistente da Faculdade de Educação de Crateús do curso de Química da Universidade Estadual do Ceará e cursa doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente - PRODEMA (em rede UFC-UFPI-UFRN-UFPB-UFPE-UESC-UFS). Tem experiência nas áreas de ensino e pesquisa no Ensino Superior e na Educação Básica, com ênfase em Formação de professores, e em Geociências, com ênfase em Geoquímica ambiental, atuando principalmente no seguinte tema: contaminação ambiental em águas, superficiais e subterrâneas, e em sedimentos costeiros.

George Satander de Sá Freire, Universidade Federal do Ceará

possui graduação em Geologia pela Universidade de Fortaleza (1977), mestrado em Geociências pela Universidade Federal de Pernambuco (1985) e doutorado em Geologie - Universite de Nantes (1989). Atualmente é professor associado IV da Universidade Federal do Ceará. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Geologia Marinha, atuando principalmente nos seguintes temas: geologia ambiental, geoquímica e sedimentologia

Referências

INÁCIO, L. S. Complexidade. Universidade Federal de Santa Catarina. Departamento de Engenharia de alimentos e Engenharia Química. Programa de Pós-Graduação em Engenharia Química. Florianópolis, 2007.

MESQUITA, Á. F. N. Diagnóstico da reestruturação espacial e da dinâmica socioambiental provocadas pelo turismo na orla do cumbuco – Caucaia – Ceará – Brasil. Dissertação de Mestrado em Desenvolvimento e Meio Ambiente (PRODEMA). Universidade Federal do Ceará. Fortaleza, 158p. 2014.

PEREIRA, W. C. A. O método heurístico em pesquisa. J. Sul-Am. N1. p. 21-27. 1979.

PHILIPPI Jr., A. Interdisciplinaridade em Ciências Ambientais / A. Philippi Jr.,C. E. M. Tucci, D. J. Hogan, R. Navegantes. - São Paulo: Signus Editora, 2000.

POMBO. O. Interdisciplinaridade e Integração dos Saberes. Congresso Luso-Brasileiro sobre Epistemologia e Interdisciplinaridade na Pós-Graduação. Porto Alegre, 2004.

PRODEMA. Seminário Fundacional: Desenvolvimento e Meio Ambiente – Agenda 21 para o Nordeste do Brasil. Maceio: UFAL, 1999

RAMALHO FILHO, Rodrigo de A. (org) Seminário Fundacional do PRODEMA. Maceió: UFAL, 1999.

RODRIGUEZ, J. M. M; SILVA, E. V. Planejamento e gestão ambiental: subsídios da geoecologia das paisagens e teoria geossistêmica. Fortaleza: Edições UFC, 2013.

SILVA JÚNIOR, M. F. Indicativo de padrão para projeto monográfico/dissertativo ou doutoral: estrutura, funções e processos. Universidade Estadual de Santa Cruz. Ilhéus – Bahia.

TEIXEIRA, O. A. Interdisciplinaridade: problemas e desafios. Revista Brasileira de Pós-Graduação – RBPG. n1. p. 57-68. 2004.

Downloads

Publicado

2017-03-31

Como Citar

MELO, H. dos S.; MAIA, S. R. R.; FREIRE, G. S. de S. Integração dos saberes na Pós-Graduação brasileira: seria o PRODEMA uma proposta viável?. Gaia Scientia, [S. l.], v. 11, n. 1, 2017. DOI: 10.22478/ufpb.1981-1268.2017v11n1.31127. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/gaia/article/view/31127. Acesso em: 13 abr. 2024.

Edição

Seção

Ciências Ambientais