Vulnerabilidades socioambientais à ocupação urbana: uma análise de Blumenau (SC) e Aracaju (SE)

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-1268.2020v14n4.56558

Resumo

Com base em um argumento socioambiental é relevante compreender que a questão do excesso de água no Vale do Itajaí e no município de Aracaju apresenta um indicador significativo de vulnerabilidade resultante dos deslizamentos, cheias e alagamentos em áreas de ocupação irregular. Objetivou-se discutir a problemática das condições de vulnerabilidades à ocupação urbana nos cenários de Blumenau (SC) e Aracaju (SE), respectivamente, regiões Sul e no Nordeste do Brasil, sob a perspectiva socioambiental. A metodologia contemplou múltiplos procedimentos e técnicas, desde o estudo acerca do Vale do Itajaí que envolve visitas técnicas, mapeamento e levantamento de dados qualitativos, até a pesquisa sobre o litoral de Sergipe que envolveu a avaliação do risco a partir da análise da ocupação da frente litorânea, ambas buscando uma avaliação geoecológica da paisagem, em que foram analisadas a composição, a estruturação, a evolução e a função exercida pelas unidades delimitadas. Os principais resultados apontam para argumentos os quais enfatizam que com o crescente aumento da população urbana nessas áreas, é importante incorporar o conhecimento dos riscos e vulnerabilidades a que os habitantes estão sujeitos. Medidas de mitigação e adaptação a estes riscos que aumentem a resiliência da população são evidentemente necessárias e precisam ser incluídas no planejamento e na gestão das cidades. Conclui-se que estas medidas necessitam reforçar a legitimidade nos processos de governança por meio da participação social.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2020-12-31

Como Citar

DE JESUS COSTA, J.; SANTOS OLIVEIRA MOTA, L.; CARVALHO SANTOS OLIVEIRA, I.; BASTOS SOUZA, J.; MANSUR DE MORAES SOUZA, C.; RODRIGUES DE SOUZA, R.; MELO E SOUZA, R. Vulnerabilidades socioambientais à ocupação urbana: uma análise de Blumenau (SC) e Aracaju (SE). Gaia Scientia, [S. l.], v. 14, n. 4, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1981-1268.2020v14n4.56558. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/gaia/article/view/56558. Acesso em: 28 maio. 2024.

Edição

Seção

Ciências Ambientais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)