Dom Quixote e Capitão Vitorino: heróis problemáticos

  • Aristóteles de Almeida LACERDA NETO IFMA
Palavras-chave: Dom Quixote, Fogo morto, Heróis, Lukács

Resumo

Este trabalho expõe uma comparação dos protagonistas dos romances Don Quijote de la Mancha, de Miguel de Cervantes, e Fogo morto, de José Lins do Rego, sob a categoria do herói problemático de Georg Lukács.

Referências

ALMEIDA, José Maurício Gomes de. A tradição regionalista no romance brasileiro (1857- 1945). Rio de Janeiro: Achiamé, 1981.

CANDIDO, Antonio. Um romancista em decadência. In: COUTINHO, Eduardo F. e

CASTRO, Ângela Bezerra (Orgs). José Lins do Rego. Rio de Janeiro; João Pessoa: Civilização Brasileira: FUNESC,1991.

CERVANTES, Miguel de. Don Quijote de la Mancha. Edición del IV Centenario. Real Academia Española/ Asociación de Academias de la Lengua Española. Edición y notas de Francisco Rico. São Paulo: Alfaguara, 2004.

COUTINHO, Eduardo F. A relação arte/realidade em Fogo Morto. In: COUTINHO, Eduardo F. e CASTRO, Ângela Bezerra (Orgs). José Lins do Rego. Rio de Janeiro; João Pessoa: Civilização Brasileira: FUNESC,1991.

FERREIRA, Edda Arzúa. Integração de perspectivas: contribuição para uma análise das personagens de ficção. Rio de Janeiro: Cátedra, 1975.

LUKÁCS, Georg. A teoria do romance: um ensaio histórico-filosófico sobre as formas da grande épica. Trad. José Marcos Mariani de Macedo. São Paulo: Duas cidades: 34, 2000.

REGO, José Lins do. Fogo morto. 57ª ed. Rio de Janeiro: José Olympio, 2002.

WATT, Ian. Mitos do individualismo moderno: Fausto, Dom Quixote, Dom Juan, Robinson Crusoe. Trad. Mario Pontes. Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 1997.

Publicado
2017-12-26
Como Citar
LACERDA NETO, A. DE A. Dom Quixote e Capitão Vitorino: heróis problemáticos. Revista Graphos, v. 19, n. 2, p. 186-202, 26 dez. 2017.
Seção
Outros Artigos