A LITERATURA COMO GESTO DE RESISTÊNCIA EM “O SAGRADO PÃO DOS FILHOS”, DE CONCEIÇÃO EVARISTO

  • Maria Valdenia da Silva UECE
  • Jaquelânia Aristides Pereira UECE
  • Maria de Fátima Vasconcelos da Costa UFC

Resumo

Resumo: Conceição Evaristo é uma escritora afro-brasileira de grande relevância no cenário nacional atual, sobretudo por construir uma literatura de resistência voltada para as questões etnorraciais e de gênero, num movimento interseccional que envolve também a categoria de classe. Sua produção literária, no geral, é pautada na sua vivência de mulher negra submetida às condições de subalternização diversas no Brasil e pela evocação da memória de seus ancestrais africanos como forma de construir um contradiscurso sobre a luta dos negros no nosso país. Neste artigo, apresentamos o nosso discurso de compreensão do conto “O sagrado pão dos filhos”, do livro Histórias de leves enganos e parecenças, resultante de nossa leitura e interpretação desse texto e da experiência de leitura compartilhada num círculo de leitura com participantes do evento Memórias de Baobá, em Fortaleza. Utilizamos como fundamento da análise literária do conto os dispositivos da crítica literária, da abordagem bakhtiniana da linguagem e da análise do discurso francesa. Podemos dizer que o conto “O sagrado pão dos filhos” foi percebido em sua tessitura estética complexa e reveladora de como a literatura constrói o humano, configurando um gesto decolonial, que faz ecoar vozes silenciadas subjacentes ao processo de subalternização racial tanto econômico quanto simbólico. Palavras-chave: Literatura afro-brasileira. Conto. Crítica. Resistência. Círculos de leitura. LITERATURE AS AN ACT OF RESISTANCE IN “O SAGRADO PÃO DOS FILHOS”, BY CONCEIÇÃO EVARISTO Abstract: Conceição Evaristo is an Afro-Brazilian writer of great relevance in the current Brazilian scenario. She has contributed for building a resistance literature focused on ethno-racial and gender issues, in an intersectional movement which also includes the class category. Her literary production, in general, is guided by her experience as a black woman, submitted to various subaltern conditions in Brazil and by evoking the memory of her African ancestors as a way of constructing a counter-discourse about the black struggle in the country. This paper presents a comprehension discourse of the short story “O sagrado pão dos filhos”, from the book Histórias de leves enganos e parecenças, which resulted from our reading and interpretation of this text and from the experience of a shared reading in a reading circle at Memórias de Baobá, an even held in the city of Fortaleza, Brazil. Literary criticism, Bakhtinian approach of language as well as French discourse analysis were used as basis for the literary analysis of the short story. “O sagrado pão dos filhos” was perceived in its complex aesthetic texture revealing how literature builds the human, setting up a decolonial gesture, echoing silent voices that are subjacent to the racial process of economic and symbolic subalternization. Keywords: Afro-Brazilian literature. Short story. Critical. Resistance. Reading circles.

Biografia do Autor

Maria Valdenia da Silva, UECE
Doutora em Letras pela Universidade Federal da Paraíba. Professora adjunta do Curso de Letras e do Mestrado Interdisciplinar em História e Letras da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central, vinculada à Universidade Estadual do Ceará.
Jaquelânia Aristides Pereira, UECE
Doutora em Letras pela Universidade Federal da Paraíba. Professora adjunta do Curso de Letras e do Mestrado Interdisciplinar em História e Letras da Faculdade de Educação, Ciências e Letras do Sertão Central, e do Mestrado Profissional em Letras, vinculados à Universidade Estadual do Ceará.
Maria de Fátima Vasconcelos da Costa, UFC
Doutora em Educação Brasileira pela Universidade Federal do Ceará, Pós-doutora em Psicologia pela Universidade Federal de Pernambuco. Professora titular do Programa de Pós-graduação em Educação Brasileira da Universidade Federal do Ceará.
Publicado
2019-07-04