O encantamento da pedagogia freireana

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.60866

Palavras-chave:

Paulo Freire. Educação. Práxis. Encantamento.

Resumo

Neste trabalho refletimos sobre as experiências de Paulo Freire, socializadas nos livros “Cartas a Cristina: reflexões sobre a minha vida e minha práxis” e “Medo e ousadia: o cotidiano do professor”, que evidenciam as bases constituintes do encantamento da pedagogia freireana. A história de Paulo Freire com a educação é digna de ser refletida, pois a sua práxis o levou a idealizar uma educação popular que objetivava conscientizar as pessoas, especialmente as classes sociais oprimidas e excluídas, com vistas a emancipação social, cultural e política, o que por si só já é um indício da sua crença no poder libertador da educação. A partir da leitura destas obras, usaremos como metodologia para analisar as suas experiências, a pentadimensionalidade de González (2008) com foco nas cinco dimensões (metodológica, epistemológica, ontológica, axiológica e teleológica) propostas por ele. Além de Freire (2008, 2019 e 2021), estudiosos do patrono da educação brasileira como Haddad (2019) e Gadotti (2011), somam a esta reflexão. Este estudo nos mostrou que a vida e as experiências de Freire reforçam as bases constituintes de suas ideias e, a partir delas, após um tratamento crítico, deu a sua pedagogia o reconhecimento político e epistemológico, evidenciando seu encantamento.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Adria Aquino Utta, UFMA

Mestranda pelo Programa de Pós-Graduação pela UFMA (2019-...). Possui graduação em Pedagogia pela Universidade Federal do Maranhão (2003). Atualmente é supervisora da Gestão Escolar pela SEDUC-MA (2019-...). Atuei como supervisora da Educação do Campo (2017-2018). Também como docente da educação básica (Educação Infantil, Séries Iniciais, Ensino Médio e Educação Especial) a ensino superior (UFMA e CEST). Fui professora substituta da Universidade Federal do Maranhão (2007 a 2009). Tenho experiência na área de Educação, com ênfase em Fundamentos da Educação, especificamente em disciplinas como Psicologia da Educação, Política Educacional e Atendimento Educacional Especializado.

Fredy González, UFRN

Possui Doutorado em Educação - Universidade de Carabobo, Valencia, Venezuela (1998). Professor Aposentado na Universidad Pedagógica Experimental Libertado (UPEL, Núcleo Maracay, Aragua, Venezuela); Coordenador-Fundador do Núcleo de Investigación en Educación Matemática "Dr. Emilio Medina" (NIEM; UPEL Maracay) e do Centro de Investigaciones Educacionales Paradigma (CIEP; UPEL Maracay). Coordenador-fundador do PhD em Educação Matemática da UPEL Maracay; Coordenador do projeto de pesquisa intitulado "História Social da Educação Matemática na América Latina", vinculado à Linha de Pesquisa em Educação Matemática (018) do NIEM; Ministrador de cursos e seminários, orientador de dissertações e teses em várias universidades iberoamericanas. Professor convidado em: Universidad de Granada (Espanha), Universidad Mayor de San Andrés (Bolívia), Universidad Autónoma de San Carlos (Guatemala), Universidade Autónoma de Santo Domingo (República Dominicana), Universidad de Cartagena (Colômbia), Universidad del Zulia, Universidad Nacional Experimental de Guayana, Universidad Fermín Toro, Universidad José Antonio Páez, Instituto Pedagógico de Barquisimeto, Instituto Pedagógico de Maturín, Universidad Nacional Experimental Rómulo Gallegos (Venezuela); Diretor-Editor da Revista Paradigma. Consultor de pesquisa do Centro de Estudos Educacionais (CEED) ligado ao Departamento de Ciências Sociais e Humanas do Instituto Tecnológico de Santo Domingo, República Dominicana (2015-2017); Ex-vice-presidente da Federação Iberoamericana de Sociedades de Educação Matemática (FISEM); membro associado do Comitê Latino-Americano de Matemática Educativa, CLAME (2016- atual). Membro do Comitê Científico do CIBEM-2021; Professor Visitante Estrangeiro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) no Departamento de Educação (Dezembro de 2017 - atual); Professor credenciado ao Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEd) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte, na Linha de Pesquisa "Educação, Construção das Ciências e Práticas Educativas". Posee Doctorado en Educación - Universidad de Carabobo (1998). Profesor Titular Jubilado de la Universidad Pedagógica Experimental Libertador (Núcleo Maracay); Coordinador-Fundador del Núcleo de Investigación en Educación Matemática "Dr. Emilio Medina" (NIEM) y del Centro de Investigaciones Educativas Paradigma (CIEP) de la UPEL Maracay. Coordinador-Fundador del Doctorado en Educación Matemática (UPEL Maracay), Coordinador del Proyecto de Investigación intitulado "Historia Social de la Educación Matemática en Iberoamérica", vinculado con la Línea de Investigación en Educación Matemática (018) del NIEM; Facilitador de Cursos y Seminarios, Tutor de Trabajos de Grado de Maestría y de Tesis Doctorales. Profesor convidado de: Universidad de Granada (España), Universidad Mayor de San Andrés (Bolivia), Universidad Autónoma San Carlos (Guatemala), Universidad Autónoma de Santo Domingo (República Dominicana), Universidad de Cartagena (Colombia), Universidad del Zulia, Universidad Nacional Experimental de Guayana, Universidad Fermín Toro, Universidad José Antonio Páez, Instituto Pedagógico de Barquisimeto, Instituto Pedagógico de Maturín, Universidad Nacional Experimental Rómulo Gallegos (Venezuela); Director-Editor de la Revista Paradigma. Consultor de Investigación en el Centro de Estudios Educativos (CEED) adscrito al Área de Ciencias Sociales y Humanidades del Instituto Tecnológico de Santo Domingo, República Dominicana (2015-2017); Ex-vicepresidente de la Federación Iberoamericana de Sociedades de Educación Matemática (FISEM); Miembro Asociado del Comité Latinoamericano de Matemática Educativa, CLAME (2016- Actual). Miembro del Comité Científico del IXCIBEM-2021; Profesor Visitante Extranjero de la Universidad Federal de Rio Grande del Norte (UFRN) adscrito al DPEC (Dic. 2017 - Actual); Profesor acreditado en el PPGEd de la UFRN, en la Línea de Investigación "Educación, Construcción de las Ciencias y Prácticas Educativa.

Referências

ALCÂNTARA, Marcus Angelus M. de; CARLOS, Erenildo João. Algumas assinalações sobre educação popular. Revista Temas em Educação, v. 27, n. 1, p. 128–145, 2018. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/33512. Acesso em: 4 de dez. 2022.

FREIRE, Paulo. Cartas a Cristina: reflexões sobre minha vida e minha práxis. São Paulo: Paz e Terra, 2021.

______. Pedagogia do oprimido. 78. ed. São Paulo: Paz e Terra, 2019.

FREIRE, Paulo; SHOR, Ira. Medo e ousadia: o cotidiano do professor. 12. ed. Rio de Janeiro: Paz e Terra, 2008.

GADOTTI, Moacir. Boniteza de um sonho: ensinar-e-aprender com sentido. 2. ed. São Paulo: Editora e Livraria Instituto Paulo Freire, 2011. (Educação cidadã 2)

GENTILI, Pablo; ALENCAR, Chico. Educar na esperança em tempos de desencanto.

Petrópolis, RJ: Vozes, 2001.

GONZÁLEZ, Fredy Enrique. Apuntes para una crítica pentadimensional de la investigación socioeducativa. Revista Educação em Questão, Natal, v. 32, n. 18, p. 40-78, maio/ago. 2008.

HADDAD, Sérgio. O Educador: um perfil de Paulo freire. 1. ed. São Paulo: Todavia, 2019.

UTTA, Bergson Pereira. Constituição da identidade profissional dos docentes encantadores. Disponível em: <https://repositorio.ufrn.br/bitstream/123456789/49887/1/Constituicaoidentidadeprofissional_Utta_2022.pdf>. Acesso em: 4 dez. 2022.

ZITKOSKI, J. J. Paulo Freire e a Educação. Belo Horizonte: Autêntica, 2006.

Downloads

Publicado

2022-12-15

Como Citar

UTTA, B.; UTTA, A. K. S. de A.; GONZÁLEZ, F. E. O encantamento da pedagogia freireana. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 32, n. 1, p. e-rte321202314, 2022. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.60866. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/60866. Acesso em: 18 jun. 2024.