Competências genéricas de universitários brasileiros:

fatores humanos para o trabalho

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.60951

Palavras-chave:

Ensino superior. Competências. Interdisciplinaridade.

Resumo

A revolução tecnológica que alterou sobremaneira o mundo do trabalho contemporâneo trouxe um universo de novas exigências. Dentre elas, destaca-se a necessidade de desenvolvimento de competências. No rol dos estudos sobre competências, as chamadas genéricas têm recebido destaque por sua aplicabilidade em múltiplos contextos profissionais. Seu desenvolvimento encontra no lócus do ensino superior um de seus campos privilegiados. O objetivo desta pesquisa foi verificar autovalorações de competências genéricas que estudantes brasileiros de um bacharelado interdisciplinar entendem ter adquirido em seu curso universitário. Com uso da Escala de Competências Genéricas foram avaliados 320 estudantes do último ano do curso. Os resultados obtidos mostraram maior valorização para as competências “compromisso ético”, “responsabilidade no trabalho” e “preocupação com qualidade e melhoria”. A investigação pode abrir caminho para pesquisas sobre capital humano e planejamento de projetos pedagógicos em cursos superiores.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Nancy Ramacciotti de Oliveira-Monteiro , Unifesp/Bacharel Interdisciplinar em Ciência e Tecnologia do Mar

Doutora em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (USP). Professora do Departamento de Ciências do Mar da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Rodolfo Eduardo Scachetti, Unifesp

Doutor em Sociologia pela Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Professor do Departamento de Ciências do Mar da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Fernando Ramos Martins, Universidade Federal de São Paulo

Doutor em Geofísica Espacial pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE). Professor do Departamento de Ciências do Mar da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Referências

AIRES, R. W. A.; MOREIRA, F. K.; FREIRE, P. S. Indústria 4.0: competências requeridas aos profissionais da Quarta Revolução Industrial. In: Anais do International Congress of Knowledge And Innovation - Ciki, vol. 1, n. 1., 2017. Disponível em: http://proceeding.ciki.ufsc.br/index.php/ciki/article/view/314. Acesso em: 26 ago 2020.

ANDRADE, C. Transição para a idade adulta: das condições sociais às implicações psicológicas, Análise Psicológica, Vol. 28 No. 2, 2010, pp. 255-267.

BENEITONE, P.; BARTOLOMÉ, E. Global generic competences with local ownership: A comparative study from the perspective of graduates in four world regions. Tuning Journal for Higher Education, vol. 1, n. 2, 2014, pp. 303-334. DOI: 10.18543/tjhe-1(2)-2014pp303-334

BENEITONE, P.; YAROSH, M. Tuning impact in Latin America: is there implementation beyond design? Tuning Journal of Higher Education, vol. 3, n. 1, 2015, pp. 187-216. DOI: 10.18543/tjhe-3(1)

CNE/CEB. Parecer 16/99. MEC/SEMTEC, Brasília. Disponível em: http://portal.mec.gov.br/setec/arquivos/pdf/PCNE_CEB16_99.pdf Acesso em: 26 ago 2020.

CHEERS. Career after Higher Education: a European Research Study. Disponível em: https://qtafi.de/cheers-european-graduate-survey.html Acesso em: 28 ago 2020.

EUROPEAN COMMISSION. High Level Group on the Modernisation of Higher Education: Report to the European Commission on improving the quality of teaching and learning in Europe’s higher education institutions. Disponível em: https://op.europa.eu/en/publication-detail/-/publication/fbd4c2aa-aeb7-41ac-ab4c-a94feea9eb1f Acesso em: 15 ago 2020.

FREIRE SEOANE, M.J. et al. La adecuación entre las competencias adquiridas por los graduados y las requeridas por los empresaios, Revista de Educación, Vol. 362, 2013, pp.13-41.

FREIRE SEOANE, M. J.; TEIJEIRO ÁLVAREZ, M.; PAIS MONTES, C. La adecuación entre las competencias adquiridas por los graduados y las requeridas por los empresários. Revista de Educación, vol. 362., 2013. DOI: 10-4438/1988-592X-RE-2011-362-151

FREIRE SEOANE, M.J. AND SALCINES, J.V. Análisis de las competencias profesionales de los titulados universitários españoles: la visión de los egresados. Perfiles Educativos, Vol. 32 No 130, 2010, pp.103-120.

GODOY, J. A. AND ADAM, J. M. Da qualificação às competências: o papel atribuído à educação na formação do trabalhador, Textura, Vol. 19 No. 40, 2017, pp.237-251.

GOMES, G. AND SOARES, A.B. Inteligência, habilidades sociais e expectativas acadêmicas no desempenho de estudantes universitários. Psicologia: Reflexão e Crítica, Vol. 26 No 4, 2013, pp.780-789.

GONDIM, S.M.G. et al. Competências socioemocionais: fator-chave no desenvolvimento de competências para o trabalho, Revista Psicologia, Organizações e Trabalho, Vol. 14 No. 4, 2014, pp. 394-406. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0102-79722013000400019 Acesso em: 26 ago 2020.

GONZÁLEZ, J. AND WAGENAAR, R. (Eds). Tuning educational structures in Europe. Informe final. Fase Uno, Bilbao, Universidad de Deusto, 2003.

IBGE. Painel de indicadores. Disponível em: https://www.ibge.gov.br/indicadores#desemprego Acesso em: 03 ago 2021.

MEC. Referenciais Orientadores para os Bacharelados Interdisciplinares e Similares. Disponível em: http://reuni.mec.gov.br/images/stories/pdf/novo%20-%20bacharelados%20interdisciplinares%20-%20referenciais%20orientadores%20%20novembro_2010%20brasilia.pdf Acesso em: 05 mai 2021.

MELO, A. A. S. Desenvolvendo competências e habilidades para o trabalhador do futuro: caminhos do Banco Mundial e da OCDE. Revista Lusófona de Educação, 51, 1, 2021, pp.3-27 DOI: 10.24140/issn.1645-7250.rle51.01

MONTEIRO, S. & ALMEIDA, L. S. Employability of higher education graduates: reflections and pedagogical implications. Revista Lusófona de Educação, 51, 2021, pp. 47-58 DOI: 10.24140/issn.1645-7250.rle51.03

ONU. Objetivos de Desenvolvimento Sustentável. Disponível em: https://brasil.un.org/pt-br/sdgs Acesso em: 03 mai 2021.

PERET, E. Mulher estuda mais, trabalha mais e ganha menos do que o homem, Agência IBGE Notícias. Disponível em: https://agenciadenoticias.ibge.gov.br/agencia-noticias/2012-agencia-de-noticias/noticias/20234-mulher-estuda-mais-trabalha-mais-e-ganha-menos-do-que-o-homem Acesso em: 05 fev 2021.

REFLEX. The Flexible Professional in the Knowledge Society. Disponível em: https://www.researchgate.net/publication/254434711_The_Flexible_Professional_in_the_Kowledge_Society_General_Results_of_the_REFLEX_Project Acesso em: 02 dez 2020.

SBA. Web Subsecretaria de Assuntos Metropolitanos. Governo do Estado de São Paulo. Disponível em: http://www.assuntosmetropolitanos.sp.gov.br/UnidadesRegionais/RMBS Acesso em: 05 out 2020.

TYLER, F. El comportamiento psicosocial, la competencia psicosocial individual y las redes de intercambio de recursos como ejemplos de psicologia comunitária, Revista Latino-Americana de Psicologia, Vol. 16, 1984, pp.77-92.

WERNKE, R. et al. As considerações e comentários acerca do capital intelectual, Revista da FAE, Vol. 6 No. 1, 2017, pp.15-26.

YATES, K.O. AND SELEMAN, R. Social Competence in school: towards an integrative developmental model for intervention, Developmental Review, Vol. 9 No. 1, 1989, pp.64-100, Disponível em: https://doi.org/10.1016/0273-2297(89)90024-5 Acesso em: 05 out 2020.

Downloads

Publicado

2023-07-17

Como Citar

RAMACCIOTTI DE OLIVEIRA-MONTEIRO , N.; SCACHETTI, R. E.; RAMOS MARTINS, F. Competências genéricas de universitários brasileiros:: fatores humanos para o trabalho. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 32, n. 1, p. e-rte321202342, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.60951. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/60951. Acesso em: 29 maio. 2024.

Edição

Seção

MEMÓRIAS CIENTÍFICAS ORIGINAIS