Programas Profissionais em Educação

Características, especificidades e perspectivas

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.67169

Palavras-chave:

Educação superior. Pós-graduação. Mestrado profissional. Contextos emergentes.

Resumo

Este artigo focaliza a pós-graduação stricto sensu, tendo como objeto de discussão os Programas Profissionais em Educação. O objetivo é identificar a trajetória dessa modalidade, suas características, especificidades e algumas perspectivas. Configura-se como uma pesquisa documental e bibliográfica de abordagem qualitativa. O resgate histórico da pós-graduação na modalidade profissional da área de Educação evidenciou que, embora os primeiros cursos tenham pouco mais de uma década, o quantitativo de 52 mestrados, distribuídos em todas as regiões brasileiras, bem como os três cursos de doutorado, são indicativos do êxito que essa proposta vem alcançando. Enquanto características e especificidades, as discussões apontam que o cerne desta modalidade é a produção de pesquisas aplicadas/implicadas com foco em problemáticas relativas ao contexto de trabalho do pós-graduando, culminando com o desenvolvimento de produtos educacionais destinados a solucionar ou propor encaminhamentos e/ou intervenções no contexto investigado. Desse modo, é possível afirmar que os programas profissionais em contextos emergentes, especialmente os cursos de mestrado, conquistaram seu espaço na pós-graduação da área de Educação, contribuindo para a qualificação dos contextos socioeducativos.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Cristiano Lanza Savegnago, Universidade Federal de Santa Maria

Doutorando pela Universidade Federal de Santa Maria

Marilene Gabriel Dalla Corte, Universidade Federal de Santa Maria

Doutora em Educação pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul. Professora do Programa de Pós-Graduação em Educação da Universidade Federal de Santa Maria.

Referências

AKKARI, Abdeljalil. A agenda internacional para educação 2030: consenso “frágil” ou instrumento de mobilização dos atores da educação no século XXI? Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 17, n. 53, p. 937-958, 2017. Disponível em:https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/8495/17775. Acesso em: 09 jan. 2023.

ANDRÉ, Marli. O que é um estudo de caso qualitativo em educação? Revista da FAEEBA-Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 22, n. 40, p. 95-103, 2013. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/7441. Acesso em: 05 jan. 2023.

ANDRÉ, Marli. Mestrado profissional e mestrado acadêmico: aproximações e diferenças. Revista Diálogo Educacional, Curitiba, v. 17, n. 53, p. 823-841, 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/index.php/dialogoeducacional/article/view/8459. Acesso em: 03 jan. 2023.

ANDRÉ, Marli; PRINCEPE, Lisandra. O lugar da pesquisa no Mestrado Profissional em Educação. Educar em Revista, Curitiba, n. 63, p. 103-117, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/vTQmsJXG5Q8jf8PqPK8gR9R/abstract/?lang=pt. Acesso em: 04 jan. 2023.

BALL, Stephen J. Diretrizes políticas globais e relações políticas locais em educação. Currículo sem Fronteiras, Porto Alegre, v. 1, n. 2, p. 99-116, jul./dez. 2001.

BARROS, Elionora Maria Cavalcanti de. Política de pós-graduação: um estudo da participação da comunidade científica. São Carlos: Editora da UFSCar, 1998.

BOWE, Richard.; BALL, Stephen J.; GOLD, Anne. Reforming education & changing schools: case studies in Policy Sociology. London: Routledge, 1992.

BRASIL. Lei nº 9394, de 20 de dezembro de 1996. Estabelece as Diretrizes e Bases da Educação Nacional. Diário Oficial da União, Brasília,DF,1996.

BRASIL. Ministério da Educação. Conselho Nacional de Educação. Conselho de Educação Superior (CESu). Parecer CNE/CESu nº 977, de 03 de dezembro de 1965. Disponível em: https://www.gov.br/capes/pt-br/centrais-de-conteudo/parecer-cesu-977-1965-pdf/view. Acesso em: 03 jan. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria n. 47, de 17 de outubro de 1995. Dispõe sobre procedimentos apropriados à recomendação, acompanhamento e avaliação de cursos de mestrado dirigidos à formação profissional. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 1995. Disponível em: http://ojs.rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/87/83. Acesso em: 02 jan.2023.

BRASIL. Lei n. 11.502, de 11 de julho de 2007. Modifica as competências e a estrutura organizacional da fundação Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - CAPES, de que trata a Lei no 8.405, de 9 de janeiro de 1992; e altera as Leis nos 8.405, de 9 de janeiro de 1992, e 11.273, de 6 de fevereiro de 2006, que autoriza a concessão de bolsas de estudo e de pesquisa a participantes de programas de formação inicial e continuada de professores para a educação básica. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2007. Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/_ato2007-2010/2007/lei/l11502.htm. Acesso em: 03 jan. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Plano Nacional de Pós-Graduação (PNPG) 2011-2020, Brasília, DF, 2010. Disponível em: https://www.capes.gov.br/plano-nacional-de-pos-graduacao. Acesso em: 02 jan. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Portaria n. 60, de 20 de março de 2019. Dispõe sobre o mestrado e doutorado profissionais, no âmbito da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior – CAPES. Diário Oficial da União, Brasília, DF, 2019. Disponível em: https://www.in.gov.br/web/guest/materia/-/asset_publisher/Kujrw0TZC2Mb/content/id/68157853/do1-2019-03-22-portaria-n-60-de-20-de-marco-de-2019-68157790. Acesso em: 10 jan. 2023.

BRASIL. Ministério da Educação. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Cursos avaliados e reconhecidos. Área de avaliação: educação. 2023 https://sucupira.capes.gov.br/sucupira/public/consultas/coleta/programa/quantitativos/quantitativoAreaConhecimento.xhtml?areaAvaliacao=38. Acesso em: 05 jan. 2023.

CAMARGO, Daniele Marcelo. A pós-graduação no Brasil e na UFSCar: diagnósticos, desafios e propostas de ação. 2017. 189 p. Dissertação (Mestrado em Gestão de Organizações e Sistemas Públicos) – Universidade Federal de São Carlos, São Carlos, SP, 2017. Disponível em: https://repositorio.ufscar.br/handle/ufscar/8968. Acesso em: 04 jan. 2023.

CARDONA, Márcia Pires, SEGAT, Taciana Camera. Universidade e escola: contextos articuladores na formação continuada de professores. In: POWACZUK, Ana Carla Hollweg; POSSA, Leandra Bôer (org.). Pesquisa aplicada e implicada: políticas e gestão da Educação Básica e Superior- volume 2. Pimenta Cultural, 2021.

DALLA CORTE, Marilene Gabriel. Um estudo acerca dos contextos emergentes nos cursos de licenciatura no Brasil: em destaque a internacionalização. Educação, Porto Alegre, v. 40, n. 3, p. 357-367, 2017. Disponível em: https://www.redalyc.org/pdf/848/84854915010.pdf. Acesso em: 10 jan. 2023.

DALLA CORTE, Marilene Gabriel; SARTURI, Rosane Carneiro; NUNES, Janilse Fernandes. Políticas de formação de professores no Brasil: desdobramentos e interlocução com diretrizes dos organismos internacionais. Roteiro, v. 43, n. 1, p. 87-114, 2018. Disponível em: https://www.redalyc.org/jatsRepo/3519/351964716006/351964716006.pdf. Acesso em: 02 jan. 2023.

DIDRIKSSON, Axel et al. Contexto Global y Regional de laEducación Superior en América Latina y el Caribe. In: UNESCO. La educación superior em el mercado. Configuraciones emergentes nuevos provedores. Venezuela: IESALC/UNESCO, 2008. Disponível em: http://200.6.99.248/~bru487cl/files/CAPITULO_01_Didriksson.pdf. Acesso em: 07 jan. 2023.

FÁVERO, Maria de Lourdes Albuquerque. Anísio Teixeira e a Universidade do Distrito Federal. Revista brasileira de história da educação, Maringá, v. 8, n. 2 [17], p. 161-180, 2008. Disponível em: https://periodicos.uem.br/ojs/index.php/rbhe/article/view/38582. Acesso em: 05 jan. 2023.

FIALHO, Nadia Hage; HETKOWSKI, Tânia Maria. Mestrados Profissionais em Educação: novas perspectivas da pós-graduação no cenário brasileiro. Educar em Revista, Curitiba, p. 19-34, 2017. Disponível em: https://www.scielo.br/j/er/a/7Fw3HtVgNXg5TZcGgYzGfPH/?lang=pt. Acesso em: 03 jan. 2023.

FLICK. Uwe. Introdução à pesquisa qualitativa. Porto Alegre. Artmed, 2009.

GATTI, Bernardete Angelina. Análise das políticas públicas para formação continuada no Brasil, na última década. Revista Brasileira de educação, Rio de Janeiro, v. 13, p. 57-70, 2008. Disponível em: https://www.scielo.br/j/rbedu/a/vBFnySRRBJFSNFQ7gthybkH/?format=pdf&lang=pt. Acesso em: 02 jan. 2023.

GATTI, Bernardete Angelina. Pesquisa em Mestrados Profissionais. In: FOMPE – Fórum de Mestrados Profissionais em Educação, I., 2014, Salvador. Trabalhos apresenta-dos... Salvador: UNEB, mar. 2014.

GIL, Antônio Carlos. Como elaborar projetos de pesquisa. 4 ed. São Paulo: Atlas. 2002.

HETKOWSKI, Tânia Maria. Mestrados profissionais educação: Políticas de implantação e desafios às perspectivas metodológicas. Plurais Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 1, n. 1, 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/2299. Acesso em: 03 jan. 2023.

HETKOWSKI, Tânia Maria; DANTAS, Tânia Regina. Mestrados profissionais: a itinerância da área de educação e os legados da Universidade do Estado da Bahia. Revista da FAEEBA- Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 25, n. 47, p. 89-103, 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/4573. Acesso em: 02 jan. 2023.

MARTINS, Carlos Benedito. Balanço: o papel da CAPES na formação do sistema nacional de pós-graduação. In: CAPES 50 anos: depoimentos ao CPDOC/ FGV / Organizadoras: Marieta de Moraes Ferreira & Regina da Luz Moreira. Rio de Janeiro: Fundação Getúlio Vargas, CPDOC; Brasília, DF.: CAPES, 2003. p. 294- 309. Disponível em: https://cpdoc.fgv.br/producao_intelectual/arq/1319_Capes11.pdf. Acesso em: 02 jan. 2023.

MAULER, Isalu Cavalcante Muniz. O mestrado profissional em ensino e a formação de professores da educação básica: desafios e perspectiva. 2019. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Pará, Belém, PA, 2019. Disponível em: https://ppged.propesp.ufpa.br/arquivos2/File/dissertaisalu.pdf. Acesso em: 04 jan. 2023.

MOROSINI, Marília Costa. Qualidade da educação superior e contextos emergentes. Avaliação: Revista da Avaliação da Educação Superior, Campinas, v. 19, p. 385-405, 2014. Disponível em: https://www.scielo.br/j/aval/a/qZF8Fpz8MjgWHNdC38frh5Q/abstract/?lang=pt&format=html. Acesso em: 06 jan. 2023.

NOBRE, Lorena Neves; FREITAS, Rodrigo Randow. A evolução da pós-graduação no Brasil: histórico, políticas e avaliação. Brazilian Journal of Production Engineering-BJPE, São Mateus, v. 3, n. 2, p. 18-30, 2017. Disponível em: https://periodicos.ufes.br/bjpe/article/view/v3n2_3. Acesso em: 09 jan. 2023.

NOGUEIRA, Eliane Davanço; NERES, Celi Corrêa.; BRITO, Vilma Miranda. Mestrado Profissional em Educação: a constituição do professor/pesquisador e o retorno para a escola. Revista da FAEEBA- Educação e Contemporaneidade, Salvador, v. 25, n. 47, p. 63-75, 2016. Disponível em: http://www.revistas.uneb.br/index.php/faeeba/article/view/4571. Acesso em: 30 jun. 2023.

RIBEIRO, Renato Janine. O mestrado profissional na política atual da Capes. Revista Brasileira de Pós-Graduação, Brasília, v. 2, n. 4, 2005. Disponível em: https://rbpg.capes.gov.br/index.php/rbpg/article/view/72. Acesso em: 02 jan. 2023.

SALES, Márcea Andrade. Prefácio. In: DALLA CORTE, Marilene Gabriel; LUNARDI, Elisiane Machado. Pesquisa aplicada e implicada: políticas e gestão da educação básica e superior- volume 1. Pimenta Cultural, 2020.

SILVA, Ana Lúcia; SÁ, Maria Roseli. Mestrado Profissional: cenários e singularidades em intervenções na educação. Plurais Revista Multidisciplinar, Salvador, v. 1, n. 1, p. 59-71, jan./abr. 2016. Disponível em: https://www.revistas.uneb.br/index.php/plurais/article/view/2302. Acesso em: 30 jun. 2023.

Downloads

Publicado

2023-09-26

Como Citar

LANZA SAVEGNAGO, C.; GABRIEL DALLA CORTE, M. . Programas Profissionais em Educação: Características, especificidades e perspectivas. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 32, n. 1, p. e-rte321202354, 2023. DOI: 10.22478/ufpb.2359-7003.2023v32n1.67169. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/67169. Acesso em: 20 abr. 2024.

Edição

Seção

Dossiê Temático Programas de Pós-Graduação em Educação no Brasil