E O RECIFE SAMBOU: DISPUTAS E CONFLITOS EM TORNO DAS PRIMEIRAS ESCOLAS DE SAMBA

Autores

  • Augusto Neves da Silva

Resumo

Este artigo procura investigar os começos das escolas de samba na capital pernambucana, buscando problematizar as versões construídas a respeito do acontecimento. Para tanto, utilizo nesse trabalho as matérias dos jornais e os relatos orais de memórias. Os sambistas em Recife foram vistos, durante muitos anos por parcela da intelectualidade local, como adeptos de uma prática alienígena, visto que as escolas de samba foram consideradas uma manifestação carioca e não deveriam figurar por terras pernambucanas. Talvez, essa questão explique o silêncio intelectual que enfrentaram.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-12-31

Como Citar

DA SILVA, A. N. E O RECIFE SAMBOU: DISPUTAS E CONFLITOS EM TORNO DAS PRIMEIRAS ESCOLAS DE SAMBA. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 27, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/16434. Acesso em: 21 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Práticas Cotidianas