Sobre a Revista

Sæculum - Revista de História é publicada pelo Departamento de História da UFPB desde 1995 e, a partir de 2004, passou a ser também o periódico do Programa de Pós-Graduação em História da mesma universidade. Com uma periodicidade semestral, a revista tem uma linha editorial direcionada à publicação de pesquisas inéditas e ao debate no campo da História e da Cultura Histórica em suas diversas interfaces, abrindo espaço para o diálogo entre pesquisadores(as) do Brasil e do exterior.

A Sæculum é indexada no Latindex, Google Scholar, EBSCO, ROAD, EZB e Diadorim.

Siga-nos no Facebook, Instagram e Academia.edu.

Anúncios

Chamada de artigos - Deslocamentos e territorializações no Império português (XVI-XIX)

2023-01-31

CHAMADA PARA SUBMISSÃO DE ARTIGOS - Saeculum - v. 28 n. 49 (jul./dez. 2023)

Dossiê - Deslocamentos e territorializações no Império português (XVI-XIX)

Organizadores:
- Dr. Reinaldo Forte Carvalho - Universidade de Pernambuco (UPE/Petrolina)

- Dr. Almir Leal de Oliveira - Universidade Federal do Ceará

Resumo
Este dossiê pretende articular estudos e pesquisas em torno dos deslocamentos e territorializações que foram sendo efetivadas no contexto do Império português entre os séculos XVI-XIX. O dossiê tem como objetivo promover a produção e debate sobre os deslocamentos e as territorializações de inúmeros sujeitos históricos, comunidades e povos em meio as conquistas do Império português no Ultramar. Especificamente, pretende analisar as trajetórias de diversos sujeitos na busca de reconhecimentos, mobilidade e ascensão social na sociedade colonial, discutir sobre a constituição de novos espaços coloniais configurando um elemento no processo identitário a partir da posse de novos territórios, e compreender o processo de ressignificação sociocultural dos valores e tradições existentes do Velho Mundo rearticulando-os ao espaço colonial. Nesta lógica, ao lançar um olhar para um quadro mais amplo das conquistas ultramarinas portuguesas d’além mar, busca-se entender a multiplicidade e constituição de eventos, narrativas e relatos históricos a partir dos diversos deslocamentos/trajetórias na formação de novas territorialidades/identidades sejam espaciais/geográficas, político/econômicas e ou sócio/culturais que foram se constituindo a partir das várias negociações, embates e conflitos entre os vários sujeitos históricos nas possessões do ultramar português. Partindo dessa perspectiva, este dossiê pretende alargar a perspectiva de análise dos deslocamentos e territorializações no Império português entre os séculos XVI-XIX combinando diferentes abordagens sobre o tema nas diversas áreas de conhecimentos.
Palavras-chaves: Deslocamentos, territorializações, trajetórias, experiências, Império português.

Abstract: This dossier intends to articulate studies and research around the displacements and territorializations that were carried out in the context of the Portuguese Empire between the 16th and 19th centuries. The dossier aims to promote the production and debate on the displacements and territorializations of countless historical subjects, communities and peoples amid the conquests of the Portuguese Empire in the Overseas. Specifically, it intends to analyze the trajectories of different subjects in the search for recognition, mobility and social ascension in colonial society, to discuss the constitution of new colonial spaces, configuring an element in the identity process from the possession of new territories, and to understand the process of resignification. of the existing values and traditions of the Old World, rearticulating them to the colonial space. In this logic, when looking at a broader picture of Portuguese overseas conquests beyond the sea, we seek to understand the multiplicity and constitution of events, narratives and historical reports from the different displacements/trajectories in the formation of new territorialities/identities. whether spatial/geographical, political/economic and/or socio/cultural that were constituted from the various negotiations, clashes and conflicts between the various historical subjects in the Portuguese overseas possessions. From this perspective, this dossier intends to broaden the perspective of analysis of displacements and territorializations in the Portuguese Empire between the 16th and 19th centuries, combining different approaches on the subject in different areas of knowledge.

Chamada (Call for papers)

A proposta da publicação do dossiê temático intitulado “Deslocamentos e territorializações no Império português (XVI-XIX)” tem como objetivo principal reunir artigos no campo de estudos dos deslocamentos e territorialidades históricas, geográficas e espaciais no contexto do ultramar português entre os séculos XVI-XIX. A proposta temática é definida pela relevância que tem para os estudos historiográficos e demais áreas onde pretende aprofundar o debate em torno da mesma, ampliando a produção de estudos e pesquisas sobre o tema. A proposta do dossiê pretende avaliar os trabalhos a serem enviados que possam compor um escopo em estudar a temática desses deslocamentos e territorializações no Império Ultramarino Português. Portanto, para compor o referido dossiê, pretendemos selecionar uma produção historiográfica pertinente a temática proposta.

Descrição e enquadramento da proposta

A proposta sobre os deslocamentos e territorializações no Império português entre os séculos XVI e XIX, visa realizar reflexão em relação a trajetória e experiência de inúmeros sujeitos históricos, comunidades e povos nesse contexto. Essa reflexão pretende congregar os mais variados estudos das áreas correlatas e afins objetivando ampliar a produção sobre essa proposta temática que nos últimos anos passou a ser objeto de estudo em vários programas de Pós-Graduação no Brasil e exterior. As diversas produções em torno da temática concentram-se a partir dos novos objetos e abordagens historiográficas responsáveis por produzirem novas narrativas sobre trajetórias, mobilidades, experiências e constituições identitárias de inúmeros sujeitos históricos. Algumas destas produções promoveram a discussão destes sujeitos históricos com base nas parcerias políticas- administrativas e ou militares, das redes de conexão de matrimônios, compadrios, mercantis e ou comerciais na consolidação dos grupos hegemônicos de poder. Outros se voltaram para a produção da mobilidade e ascensão social de personagens que passaram a galgar os espaços hierárquicos institucionais na administração colonial como grupos de elites e potentados locais. Essa produção se voltou também para a constituição de lócus de dominação geográfica, como espaços territoriais de poder, principalmente pela posse da terra na formação social dos espaços coloniais. Nesse processo, a historiografia também produziu estudos sobre a resistência e autonomia de grupos minoritários neste cenário de dominação do colonizador europeu que constituem pesquisas sobre as comunidades Quilombolas e Indígenas em meio ao processo da escravidão negra e do genocídio dos povos Indígenas, que tem como principal objetivo caracterizar a constituição e preservação das identidades e posse das terras espoliados em meio as conquistas do território colonial. Vale frisar que estas produções estão dimensionadas nos diversos campos da História, como a: história social, cultural, econômica etno-história. geo-história, cartografia histórica dentre outras. Especificamente, essas produções concentra as temáticas sobre homens comuns, elites, grupos militares, mulheres, escravos e povos indígenas.

Previsão de publicação: dezembro de 2023

Contato: saeculum@cchla.ufpb.br

Saiba mais sobre Chamada de artigos - Deslocamentos e territorializações no Império português (XVI-XIX)

Edição Atual

v. 27 n. 46 (jan./jun.) (2022): Dossiê - Memória, patrimônio cultural e processos educativos: Diálogos e reflexões
					Visualizar v. 27 n. 46 (jan./jun.) (2022): Dossiê - Memória, patrimônio cultural e processos educativos: Diálogos e reflexões
Publicado: 2022-07-08

Edição completa

Expediente

Artigos

Ver Todas as Edições