EDIARTE E O LUGAR DA ARTE MODERNA: SELEÇÃO, CRÍTICA E COLECIONAMENTO

Autores

  • Emerson Dionisio Gomes de Oliveira
  • André Camargo Thomé Maya Monteiro

Resumo

A partir dos anos de 1940, enquanto se iniciavam as primeiras “revisões” do legado do movimento modernista brasileiro das décadas anteriores, com as atuações críticas de Sérgio Milliet, Luís Martins e Antônio Cândido e com palestras e conferências de Oswald de Andrade e Mário de Andrade (em especial aquela proferida pelo último em 1942, sob o título de “O movimento modernista”), o mercado editorial, lentamente, começava a se articular, com o objetivo de divulgar a arte moderna para um público mais amplo...

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-06-30

Como Citar

DE OLIVEIRA, E. D. G.; MONTEIRO, A. C. T. M. EDIARTE E O LUGAR DA ARTE MODERNA: SELEÇÃO, CRÍTICA E COLECIONAMENTO. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 28, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/18201. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e História da Arte