CORTANDO A MANTIQUEIRA: ENTRE CAFÉ E ABASTECIMENTO NO SUL DE MINAS (1880-1920)

Autores

  • Alexandre Macchione Saes
  • Fábio Francisco de Almeida Castilho

Resumo

O artigo pretende avaliar a expansão da produção de café no Sul de Minas no início do século XX, região cuja disseminação da atividade de exportação se firmou em território marcado anteriormente pelo comércio de abastecimento. Neste sentido, a disseminação das produções de café gerou um processo de rearticulação dos municípios sul mineiros, não somente com seus mercados externos, como também com atividades produtivas internas. Isto é, apesar da rápida ampliação das exportações de café provenientes do Sul de Minas, outras culturas voltadas ao abastecimento como milho, arroz, feijão não somente não foram abandonadas, como foram reafirmadas. A acumulação resultante da cultura do café ampliava o espaço para diversificação de novos negócios, garantindo um ambiente para a construção de um “complexo econômico”. O artigo identifica o Sul de Minas conforme suas atividades produtivas agrícolas, se valendo, para tanto, dos Censos Agrícolas e de dados do transporte de mercadorias das ferrovias da região nas duas primeiras décadas do século XX.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2013-12-31

Como Citar

SAES, A. M.; CASTILHO, F. F. de A. CORTANDO A MANTIQUEIRA: ENTRE CAFÉ E ABASTECIMENTO NO SUL DE MINAS (1880-1920). Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 29, 2013. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/19826. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê História e História Econômica