EPISCOPADO BRASILEIRO E DEMOCRACIA DO BRASIL (1977-1989)

Autores

  • João Marcos Leitão Santos
  • Elza Silva Cardoso Soffiatti

Palavras-chave:

Catolicismo, Democracia, CNBB.

Resumo

Este texto é uma leitura sobre a experiência democrática brasileira, conforme propugnada pela Igreja Católica no Brasil. Aqui se procurou identificar sumariamente problemas daquela experiência e a sua relação com o conceito de democracia social, com vistas a estabelecer os limites e avanços na compreensão da Igreja como sujeito religioso e ator político. Assim, procura compreender as dimensões da posição assumida pela Igreja e não um estudo sobre a democracia enquanto teoria política, motivo pelo qual a ideia de democracia é exposta como referente para a análise proposta. O corpus é constituído por quatro documentos publicados pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil-CNBB entre os anos de 1977 e 1989, período que demarca a fase compreendida entre a abertura política do país e a promulgação da sua nova Constituição (1988).

Biografia do Autor

João Marcos Leitão Santos

Doutor em História Social pela Universidade de São Paulo. Professor da Unidade Acadêmica de História e Geografia e do Programa de Pós Graduação em História da Universidade Federal de Campina Grande.

Elza Silva Cardoso Soffiatti

Mestre em História pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho e Doutoranda em História pela mesma instituição, no Campus de Franca. Coordenadora de Pós-Graduação do Centro Universitário Claretiano.

Downloads

Publicado

2014-06-30

Como Citar

SANTOS, J. M. L.; SOFFIATTI, E. S. C. EPISCOPADO BRASILEIRO E DEMOCRACIA DO BRASIL (1977-1989). Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 30, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/22247. Acesso em: 19 jun. 2021.

Edição

Seção

Dossiê: História e História das Religiões