A ESCRITA N’A RAZÃO: A PRÁTICA JORNALÍSTICA DOS INTEGRALISTAS DE GARANHUNS NO COMBATE À AMEAÇA COMUNISTA (1935-1937)

Autores

  • Márcio André Martins de Moraes UFRPE

Resumo

Esse artigo possui como objetivo analisar as práticas jornalísticas dos militantes integralistas de Garanhuns, município pernambucano. A Ação Integralista Brasileira (AIB), criada pelo intelectual Plínio Salgado no decorrer dos anos 1930, ocupou um importante lugar na política nacional. Implantando núcleos em várias regiões brasileiras, os militantes da AIB encontraram na imprensa escrita um meio de divulgar e tentar homogeneizar as atividades dos seus membros. Em Garanhuns, no ano 1935, os seguidores do Salgado fundaram o jornal A Razão, que além de popularizar os ensinamentos integralistas entre os seus leitores, buscou articular o cotidiano político e social da cidade ao que acontecia em outras regiões do país e do mundo. Dentre os temas mais frequentes nesse periódico estavam os artigos contra os comunistas, apresentados como inimigos da ordem social do país. Dessa forma, no decorrer deste texto, buscaremos discutir como os integralistas/ jornalistas garanhuenses compreenderam e escreveram sobre o momento histórico ao qual viviam.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcio André Martins de Moraes, UFRPE

Mestre em História Social da Cultura Regional pela Universidade Federal Rural de Pernambuco. Pesquisa financiada pela FACEPE e pelo CNPq.

Downloads

Publicado

2015-06-30

Como Citar

MORAES, M. A. M. de. A ESCRITA N’A RAZÃO: A PRÁTICA JORNALÍSTICA DOS INTEGRALISTAS DE GARANHUNS NO COMBATE À AMEAÇA COMUNISTA (1935-1937). Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 32, p. 91, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/27092. Acesso em: 3 fev. 2023.

Edição

Seção

Dossiê