“CARREGANDO AS PEDRAS DO PECADO”: A REFORMA CATÓLICA DEVOCIONAL NO SERGIPE OITOCENTISTA

Autores

  • Magno Francisco de Jesus Santos UFPB

Palavras-chave:

Romaria, Reforma Devocional Católica, Sergipe Oitocentista.

Resumo

Esse artigo discute o processo de reforma devocional em Sergipe ao longo da segunda metade do século XIX, com foco para as aproximações e os distanciamentos entre as práticas penitenciais na romaria do Senhor dos Passos de São Cristóvão e as recomendações do clero local, especialmente os frades capuchinhos e o vigário Barroso. Ao longo da segunda metade do século XIX, Sergipe passou a receber religiosos capuchinhos que se instalaram na cidade de São Cristóvão, local de onde partiam para a realização das santas missões. Tais celebrações se tornaram vitrines das práticas devocionais de cunho penitencial, bem como as frestas dos conflitos e tensões do campo religioso na província. A partir dos textos publicados na imprensa local do oitocentos, torna-se possível compreender as nuances entre religiosos e leigos na redefinição das práticas devocionais.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Magno Francisco de Jesus Santos, UFPB

Doutor em História pela Universidade Federal Fluminense. Mestre em Educação pela Universidade Federal de Sergipe. Professor Titular da Faculdade Pio Décimo (Aracaju – SE).

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

SANTOS, M. F. de J. “CARREGANDO AS PEDRAS DO PECADO”: A REFORMA CATÓLICA DEVOCIONAL NO SERGIPE OITOCENTISTA. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 33, p. 201–224, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/27723. Acesso em: 19 jan. 2022.