Escrever o passado, pensar o presente: historiadores e a batalha pela memória da ditadura militar chilena

Autores

  • Fernanda Luiza Teixeira Lima Universidade Estadual de Campinas

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2018v39n39.41122

Palavras-chave:

Ditadura, Chile, Historiografia Memória

Resumo

O objetivo deste artigo é analisar as principais obras escritas por historiadores chilenos sobre o período da ditadura militar do Chile (1973 - 1990) e identificar como a elaboração dessas narrativas sobre trauma, memória e esquecimento deixou marcas na escrita da História do país. Para isso, pensamos a produção historiográfica chilena delimitada em quatro etapas, nas quais buscamos destacar os principais autores de cada recorte proposto, bem como seus lugares de produção. Na primeira oferecemos uma contextualização com nossa leitura dos eventos que levaram ao golpe, de forma a fazer um quadro mais claro sobre acontecimentos mencionados pelos historiadores analisados e tentar demonstrar que o entrecruzamento do contexto com as narrativas produzidas não estão imunes às disputas de memória do passado narrado. Desse modo, apresentaremos três acontecimentos que consideramos decisivos para algumas mudanças metodológicas da historiografia chilena: o golpe militar e sua extensão, a vitória da Concertação e sua versão equilibrada do golpe e a detenção de Pinochet em Londres. O eixo de análise, portanto, é apresentar como a urgência do “dever de memória” sobre o passado traumático chileno ecoou estão nos trabalhos dos historiadores chilenos, especialmente no que diz respeito à abordagem estrutural, ao enfoque sobre a verdade, à função social da história e à justiça.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fernanda Luiza Teixeira Lima, Universidade Estadual de Campinas

Atualmente é aluna do curso de Doutorado em História na Unicamp. Mestre (2015) e graduada em História pela Universidade Federal de Ouro Preto (2011). Na área de pesquisa tem interesse e experiência nos seguintes temas: História da América com ênfase em História do Brasil e do Chile.

Downloads

Publicado

2018-12-17

Como Citar

LIMA, F. L. T. Escrever o passado, pensar o presente: historiadores e a batalha pela memória da ditadura militar chilena. Sæculum – Revista de História, [S. l.], v. 39, n. 39, p. 233–250, 2018. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2018v39n39.41122. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/41122. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: As ditaduras militares no Brasil e no Cone Sul: História, Historiografia e Memória