Partido político, conservadorismo e ditadura militar: a Aliança Renovadora Nacional (ARENA) na Paraíba (1964-1968)

Autores

  • Dmitri da Silva Bichara Sobreira Universidade Federal de Minas Gerais

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.2317-6725.2018v39n39.41130

Palavras-chave:

ARENA, partido político, conservadorismo

Resumo

O presente artigo tem como objetivo analisar o conservadorismo partilhado por setores da classe política paraibana na ocasião do golpe de Estado deflagrado no Brasil em 1964 e nos quatro primeiros anos da ditadura instaurada subsequentemente. Através da análise da Aliança Renovadora Nacional (ARENA), partido político criado pelo regime autoritário com a finalidade de representar seus interesses nas instituições democráticas que se mantinham em funcionamento, nos dedicamos a compreender as motivações que levaram parte da classe política paraibana a associar-se ao golpe de 1964, a filiar-se à ARENA, bem como o apoio prestado na legitimação do regime. A premissa com a qual trabalhamos é que o que levou parte da classe política local a adotar postura favorável ao golpe e a ditadura foi um majoritário sentimento conservador, contrário às propostas de reforma de base do governo João Goulart e a atuação dos grupos e organizações populares e de esquerda no estado. Nesse sentido, um valoroso conceito que utilizaremos em nossa análise é o de cultura política, diagnosticando a existência de uma “cultura política brasileira”, dotada de valores, tradições, imaginários, práticas e representações políticas, as quais fundamentam uma conduta conservadora nesse estado. Os elementos conservadores presentes na “cultura política brasileira” foram identificados em discursos, entrevistas e textos publicado pelo partido e seus membros, presentes em fontes históricas como os jornais que circulavam na época e em documentos referentes a organização interna da ARENA.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Dmitri da Silva Bichara Sobreira, Universidade Federal de Minas Gerais

Graduado e mestre em História pela Universidade Federal da Paraíba (UFPB), é doutorando em História pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).

Downloads

Publicado

2018-12-17

Como Citar

SOBREIRA, D. da S. B. Partido político, conservadorismo e ditadura militar: a Aliança Renovadora Nacional (ARENA) na Paraíba (1964-1968). Sæculum – Revista de História, [S. l.], v. 39, n. 39, p. 133–148, 2018. DOI: 10.22478/ufpb.2317-6725.2018v39n39.41130. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/41130. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: As ditaduras militares no Brasil e no Cone Sul: História, Historiografia e Memória