Relações de gênero e memórias das ditaduras civis-militares: perspectivas da historiografia francesa sobre o Cone Sul

Palavras-chave: Cone sul, Feminismo, Ditaduras

Resumo

Nos últimos anos temos visto um aumento significativo dos estudos que problematizam as histórias e memórias relacionadas ao período das ditaduras civis-militares no Cone Sul (Argentina, Brasil, Bolívia, Chile, Paraguai e Uruguai). De diferentes maneiras, o fim das ditaduras que ocorreram nas décadas de 1960, 1970 e 1980 têm possibilitado várias pesquisas, principalmente problematizando a construção de uma memória sobre esse passado. E, as questões de gênero e a violência de gênero também são temas presentes nestes estudos. Nos últimos anos fui percebendo o interesse de historiadoras/es, especialmente franceses, nos estudos sobre as ditaduras civis-militares que ocorreram no Cone Sul. Percebi o quanto os temas relacionando gênero, memória e ditaduras nos países deste continente tem sido alvo de distintas abordagens e chamou-me a atenção os enfoques metodológicos das/os pesquisadoras/es europeus para as histórias do Cone Sul.

Biografia do Autor

Janine Gomes da Silva, Universidade Federal de Santa Catarina

Professora do Departamento de História, do Programa de Pós-Graduação em História e do Programa de Pós-Graduação em Ensino de História (ProfHistória), da Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC. Possui graduação em História pela Universidade da Região de Joinville (1992), mestrado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (1997) e doutorado em História pela Universidade Federal de Santa Catarina (2004). Fez pós-doutorado na Universidade de Rennes 2, França (2017). É também pesquisadora do LEGH - Laboratório de Estudos de Gênero e História e do IEG - Instituto de Estudos de Gênero. Tem experiência na área de História, atuando principalmente nos seguintes temas: gênero, mulheres, feminismo, gênero e violência, memória, história oral, patrimônio e ditaduras no Cone Sul.

Publicado
2019-12-15
Como Citar
SILVA, J. G. DA. Relações de gênero e memórias das ditaduras civis-militares: perspectivas da historiografia francesa sobre o Cone Sul. Sæculum – Revista de História, v. 24, n. 41, p. 161-175, 15 dez. 2019.