O CURRÍCULO E A RELAÇÃO ENTRE ENSINO E PESQUISA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: TENSÕES PARA A DOCÊNCIA UNIVERSITÁRIA

Autores

  • Carla Carolina Nova

DOI:

https://doi.org/10.15687/rec.v8i3.27461

Resumo

Este artigo compartilha questões apresentadas em uma pesquisa concluída que investigou como docentes universitários, formadores de professores, compreendem o currículo prescrito e o currículo praticado no tocante à relação entre ensino e pesquisa na formação inicial de professores. Os modos de conceber essa relação podem reafirmar ou podem negar a visão hegemônica de ensino e de pesquisa, podem favorecer ou dificultar o envolvimento dos professores e estudantes em processos curriculares hegemônicos ou emancipatórios e ainda podem contribuir ou questionar a cisão entre teoria e prática que condiciona o lugar atribuído à docência, à pesquisa, à graduação e à pós-graduação pois condiciona o sentido dos currículos praticados na universidade. Os sujeitos, oito professores de um curso de licenciatura, por meio da entrevista semiestruturada narraram a respeito do currículo praticado nos seus cotidianos da universidade. Essas narrativas foram tratadas conforme a análise de conteúdo do tipo temática. A discussão dos resultados trouxe indícios de que o pensamento dos participantes sobre a relação entre ensino e pesquisa possui vínculo com as seguintes dimensões: concepção de currículo, concepção de pesquisa, concepção de ensino, concepção de professor, ou seja, vinculação com o tipo de profissional que esses docentes buscam formar.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Métricas

Carregando Métricas ...

Downloads

Publicado

25-01-2016

Como Citar

NOVA, C. C. O CURRÍCULO E A RELAÇÃO ENTRE ENSINO E PESQUISA NA FORMAÇÃO INICIAL DE PROFESSORES: TENSÕES PARA A DOCÊNCIA UNIVERSITÁRIA. Revista Espaço do Currículo, [S. l.], v. 8, n. 3, 2016. DOI: 10.15687/rec.v8i3.27461. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/ojs/index.php/rec/article/view/rec.2015.v8n3.345355. Acesso em: 18 jun. 2024.