Flora nativa comercializada como recurso medicinal em Parnaíba, Piauí, Nordeste do Brasil

Autores

  • Maria Hortencia Borges dos Santos Universidade Federal do Piauí-UFPI/PRODEMA
  • Ethyênne Moraes Bastos UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
  • Juliana Cardozo de Farias UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
  • Irlaine Rodrigues Vieira UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ
  • Roseli Farias Melo de Barros UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1981-1268.2021v15n1.50041

Resumo

As plantas nativas comercializadas em mercados públicos são empregadas como alimentícias, ritualísticas e medicinais, colaborando na renda mensal de erveiros. No estado do Piauí, a comercialização de plantas representa fonte de renda e um importante recurso no tratamento de enfermidades pela população. Objetivou-se identificar como e quais plantas medicinais estão sendo comercializadas nesse estado. Foram aplicados formulários semiestruturados aos 34 vendedores de plantas medicinais dos mercados públicos de Parnaíba, Piauí. As plantas foram coletadas e incorporadas ao Herbário Graziela Barroso (TEPB) da Universidade Federal do Piauí. Utilizou-se o Fator de Consenso do Informante, Importância Relativa e o Índice de Similaridade de Jaccard para análise dos dados. Registrou-se 46 espécies nativas. A família mais representativa foi Fabaceae e a parte mais comercializada foi a casca. As plantas arbóreas foram predominantes e os chás destacaram-se. O sistema corporal mais citado foi Sinais e sintomas em gerais. A espécie Myracrodruon urundeuva Allemão foi a mais citada. A comercialização de plantas nativas nos mercados de Parnaíba é realizada por erveiros. Diversas espécies são empregadas no tratamento de doenças. Algumas plantas nativas medicinais estão em situação de risco. Deste modo, são necessários estudos futuros avaliando o impacto da coleta e de como esse comércio impacta a flora regional.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Maria Hortencia Borges dos Santos, Universidade Federal do Piauí-UFPI/PRODEMA

Licenciada em ciências biológicas - UESPI Especialista em ensino de ciências - IFPI Mestranda em Desenvolvimento e Meio Ambiente - UFPI

Ethyênne Moraes Bastos, UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente – PRODEMA – UFPI

Juliana Cardozo de Farias, UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

Mestre em Desenvolvimento e Meio Ambiente – PRODEMA – UFPI

Irlaine Rodrigues Vieira, UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

Doutora em Desenvolvimento e Meio Ambiente – PRODEMA – UFPI

Roseli Farias Melo de Barros, UFPI-UNIVERSIDADE FEDERAL DO PIAUÍ

Docente do Departamento de Biologia, do mestrado e doutorado em Desenvolvimento e Meio Ambiente da Universidade Federal do Piauí – UFPI, Av. Universitária, 1310, Ininga. CEP: 64049-550. Teresina-PI.

Downloads

Publicado

2021-04-15 — Atualizado em 2021-05-03

Versões

Como Citar

SANTOS, M. H. B. dos; BASTOS, E. M.; FARIAS, J. C. de; VIEIRA, I. R.; BARROS, R. F. M. de. Flora nativa comercializada como recurso medicinal em Parnaíba, Piauí, Nordeste do Brasil. Gaia Scientia, [S. l.], v. 15, n. 1, 2021. DOI: 10.22478/ufpb.1981-1268.2021v15n1.50041. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/gaia/article/view/50041. Acesso em: 19 jul. 2024.

Edição

Seção

Ciências Ambientais

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)

1 2 > >>