“Vice-versa: relações interculturais na prática” – um projeto interinstitucional na área de tradução entre universidades brasileiras e alemãs

  • Ebal Sant' Anna BOLACIO FILHO UERJ
  • Magali dos Santos MOURA UERJ
Palavras-chave: Língua Alemã, Língua Portuguesa, Tradução Literária, Estudos Interculturais

Resumo

Os professores e pesquisadores Magali dos Santos Moura (UERJ) e Ebal Sant’Anna Bolacio Filho (UERJ), em parceria com os professores e pesquisadores de universidades alemãs (Friedrich-Schiller-Universität Jena e Universität zu Köln), juntamente com estudantes da UERJ, apresentam o percurso e primeiros resultados obtidos com o Projeto de Extensão “Vice-Versa: relações interculturais na prática”, cujo propósito é o diálogo intercultural. O projeto mostra como a prática tradutória pode auxiliar na formação de um profissional capaz de criar espaços híbridos de troca de conhecimentos, onde a língua (e a cultura) alvo, no caso a alemã, esteja permanentemente confrontada com o substrato cultural daquele que a aprende. O trabalho já realizado pelo lado brasileiro contempla a tradução de lendas alemãs recolhidas pelos Irmãos Grimm, até então ainda sem tradução no Brasil.

Referências

BHABHA, Homi. O local da cultura. Belo Horizonte: UFMG, 1998.

BIZARRO, Rosa; BRAGA, Fátima. Educação intercultural, competência plurilíngue e competência pluricultural: novos desafios para a formação de professores de Línguas Estrangeiras. Porto, Universidade do Porto 2004. Disponível em http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/4373.pdf. Acesso em 19/02/2016.

BOLZAN, N. M. J. Literatura comparada: uma leitura intersemiótica ente Amar, verbo intransitivo, de Mario de Andrade e o filme Lição de amor, de Eduardo Escorel. Travessias. Vol. 6, N. 1, 2012, p. 91-100. Disp. em http://e-revista.unioeste.br/index.php/travessias/article/view/6107 Acesso dia 20/02/2016.

BRÜDER GRIMM. Deutsche Sagen. Stuttgart: Reclam 2009.

CARVALHO NETO, G. L.. Sprachmittlung und der DaF-Unterricht nach GER. Projekt – Revista dos professores de alemão no Brasil. n. 45, 2007. p. 57-62.

CANCLINI, Nestór García. Culturas híbridas. São Paulo: EDUSP, 1998.

_____. Consumidores e cidadãos: conflitos culturais da globalização. Rio: Edit. UFRJ, 1999.

COLLET, T.; EMMEL, I. A área da tradução nos cursos de Letras da Universidade Federal de Santa Catarina. Belas Infiéis, v. 3, n. 2, p. 143-154, 2014.

GEERTZ, Clifford. A interpretação das culturas. Rio de Janeiro : LTC, 1989.

GRIMM, Jacob Ludwig Karl. The German Legends of the Brothers Grimm. Vol. 1. Ed. and tr. Donald Ward. Philadelphia: The Institute for the Study of Human Issues, 1981.

GRIMM, Jacob Ludwig Karl. The German Legends of the Brothers Grimm. Vol. 2. Ed. and tr. Donald Ward. Philadelphia: The Institute for the Study of Human Issues, 1981.

GRIMM, Jacob; GRIMM, Wilhelm Les veillées allemandes; chroniques, contes, traditions et croyances populaires; nouv. traduction, précédée d'une introduction par L'Héritier, L. F. Paris : Imprimerie de Mme. Huzard, 1838. Disponível em: https://ia802303.us.archive.org/8/items/bub_gb_RG0ky9xuI6wC/bub_gb_RG0ky9xuI6wC.pdf Acessado em 19/02/2016.

HALL, Stuart. A identidade cultural na pós-modernidade. 4ª. Ed,. Rio: L&PM, 2000.

HALL, Stuart. Da diáspora: identidades e mediações culturais. Belo Horizonte: Ed. da UFMG, 2003.

JOLLES, André. Einfache Formen. Legende, Sage, Mythe, Rätsel, Spruch, Kasus, Memorabile, Märchen, Witz. 7., unveränderte Auflage. Tübingen: Niemeyer, 1999.

LEFFA, V. Ensino de línguas: passado, presente e futuro. Revista de Estudos Linguísticos, Belo Horizonte, v. 20, n. 2, p. 389-411, jul./dez. 2012.

MARTÍN-BARBERO, Jesús. Dos meios às mediações: comunicação, cultura e hegemonia. 2ª. Ed. Rio : Edit. UFRJ, 2001.

NICOLAISEN, W. F. H. The German Legends of the Brothers Grimm. In: Western Folklore Vol. 42, No. 4 (Oct., 1983), p. 312-314. Disp. em: http://www.jstor.org/stable/1499512?seq=1#page_scan_tab_contents Acesso em 19/02/2016.

PRETCEILLE, Martine A. - La pédagogie interculturelle: entre multiculturalisme et universalisme. L I N G VA R V M A R E N A - VOL. 2 - ANO 2011, p. 91 – 101. Disp. em: http://ler.letras.up.pt/uploads/ficheiros/9835.pdf Acesso em 19/02/2016.

ROMANELLI, S. Traduzir ou não traduzir em sala de aula? Eis a questão. In: Inventário - Revista dos Estudantes do Programa de Pós-graduação em Letras e Lingüística da Ufba, Salvador, n. 05. 2006. Disponível em: www.inventario.ufba.br/05/05sromanelli.htm. Acesso em: 20/10/2014

SCHNEIDER, M.N. Abordagens de ensino e aprendizagem de línguas: comunicativa e intercultural. Contingentia. UFRGS, v. 5, n. 1, 2010.

Publicado
2016-12-20
Como Citar
BOLACIO FILHO, E. S. A.; MOURA, M. DOS S. “Vice-versa: relações interculturais na prática” – um projeto interinstitucional na área de tradução entre universidades brasileiras e alemãs. Revista Graphos, v. 18, n. 2, p. 56-67, 20 dez. 2016.