A GAGUEIRA DE MOISÉS (ADUÇÃO-CRIAÇÃO NA BÍBLIA, NO TALMUD E NO ZOHAR)

  • Moacir Amâncio

Resumo

O uso do mesmo termo hebraico para tradução e comentário (targum) permite uma aproximação entre a cultura rabínica e idéias da crítica contemporânea, como a morte do autor, substituído pelo leitor. Na prática, a discussão e análise dos textos realizadas por gerações de rabinos formaram um conjunto de novos textos que parecem desconhecer os limites entre a leitura e uma nova criação literária. O resultado é uma realidade literária dinâmica e estimulante, que coloca o leitor atual a repensar seu papel, que nessa perspectiva deve ser ativo, transformando-o num co-autor – condição idêntica à do “autor”, que também se torna um co-autor por definição. PALAVRAS-CHAVE: tradução, Bíblia Hebraica, Talmud, comentário, leitura.
Como Citar
AMÂNCIO, M. A GAGUEIRA DE MOISÉS (ADUÇÃO-CRIAÇÃO NA BÍBLIA, NO TALMUD E NO ZOHAR). Revista Graphos, v. 11, n. 2, 11.