O humor insólito e inquietante de Felisberto Hernández

Autores

  • Amanda Brandão Araújo Moreno Universidade Federal Rural de Pernambuco

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1516-1536.2021v23n1.57649

Palavras-chave:

Humor, Fantástico, Insólito, Felisberto Hernández

Resumo

A narrativa de Felisberto Hernández constitui um corpus ainda pouco explorado pela academia e que demanda novas inflexões de pesquisadores que realizem a composição de uma fortuna crítica atualizada sobre esse autor peculiar. Neste trabalho, analisa-se um dos aspectos que compõem e caracterizam a forma de narrar do escritor uruguaio: associação entre o humor e o insólito. Através do recurso a textos que compõem as três fases de sua escrita (com ênfase na primeira delas), elaboramos um panorama de como Hernández constrói um humor inquietante, castrador do riso. Permeiam este estudo os aportes teóricos de, entre outros, Rama (2011), Fraga de León (2003), Barrenechea (1976) e Bergson (2004).

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Amanda Brandão Araújo Moreno, Universidade Federal Rural de Pernambuco

Doutora em Teoria da Literatura pelo Programa de Pós-Graduação em Letras da Universidade Federal de Pernambuco. Professora de Língua e Literatura de Língua Espanhola no Departamento de Letras da Universidade Federal Rural de Pernambuco. É líder do Grupo de Pesquisa "Narrativas hispano-americanas do século XX”. ORCID: http://orcid.org/0000-0001-8678-9572

Referências

ALAVARCE, C. S. A ironia e suas refrações: um estudo sobre a dissonância na paródia e no riso. São Paulo: Editora UNESP; São Paulo: Cultura Acadêmica, 2009.

BARRENECHEA, A. M. Ex-centricidad, Di-vergencias y Con-vergencias en Felisberto Hernández. MLN, v. 91, n. 2, p. 311-336, 1976. Disponível em: https://www.jstor.org/stable/2906926. Acesso em: 15 mai. 2020

BERGSON, H. O riso. Ensaio sobre a significação da comicidade. Trad. Ivone Castilho Benedetti. São Paulo: Martins Fontes, 2004.

BIONDO, L. C. A excêntrica literatura de Felisberto Hernández: memória e mistério como agentes de um estilo raro. Dissertação (Mestrado em Língua Espanhola e Literaturas Espanhola e Hispano-Americana) - Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas, Universidade de São Paulo, São Paulo, 2016.

CALLUIL, M. A. Q. "Ritornelos" de la memoria: lo fantástico en la narrativa de Felisberto Hernández. Dissertação (Mestrado em Letras) - Programa de Pós-graduação em Letras, Universidade Federal do Espírito Santo, Vitória – ES, 2016.

CALVINO, Italo. Felisberto Hernández, un escritor distinto. s/d., online. Disponível em https://www.literatura.us/hernandez/index.html. Acesso em: 15 mai. 2020

CAMPRA, R. Territorios de la ficción: lo fantástico. Madrid: Renacimiento, 2008.

CESERANI, R. O fantástico. Curitiba: Ed. UFPR, 2006.

GARCÍA, F. (org.) A banalização do insólito: questões de gênero literário – mecanismos de construção narrativa. Rio de Janeiro: Dialogarts, 2007.

GARCÍA, F.; BATALHA, M. C. (orgs.) Vertentes teóricas e ficcionais do insólito. Rio de Janeiro: Caetés, 2012.

GARCÍA, F.; MOTTA, M. A. (orgs.) O insólito e seu duplo. Rio de Janeiro: EdUERJ, 2009.

HERNÁNDEZ, F. Narrativa reunida. Barcelona: Alfaguara, 2019.

LEÓN, R. F. Felisberto Hernández. Proceso de una creación. Lima: Pontificia Universidad Católica del Perú, Fondo Editorial, 2003.

RAMA, A. Felisberto Hernández, Humorismo y Fantasía. Actual Investigación, [S.l.], n. 3, p. 17-29, jun. 2011. Disponível em: http://erevistas.saber.ula.ve/index.php/actualinvestigacion/article/view/1627/1591. Acesso em: 6 fev. 2021

ROAS, D. A ameaça do fantástico: aproximações teóricas. Trad. Julián Fuks. São Paulo: Ed. Unesp, 2014.

ROAS, D. Tras los límites de lo real: una definición de lo fantástico. Madri: Páginas de Espuma, 2011.

Downloads

Publicado

2021-06-03

Edição

Seção

DOSSIÊ: O FANTÁSTICO E A (DE)FORMAÇÃO DO RISO