O cômico e o fantástico em “O Nariz”, de Akutagawa

Autores

DOI:

https://doi.org/10.22478/ufpb.1516-1536.2021v23n1.57735

Palavras-chave:

Ryûnosuke Akutagawa (1892-1927), O Nariz, Fantástico, Humor, Grote

Resumo

Neste trabalho, analisamos o conto “O nariz”, do escritor japonês Ryûnosuke Akutagawa (1892-1927), buscando examinar o modo como se combinam o cômico e o fantástico na narrativa em questão. Akutagawa é mais conhecido pela autoria de “Rashômon”, conto que serviu de inspiração para o filme homônimo de Akira Kurosawa (1910-1998) – embora a maior parte do enredo deste filme se baseie na narrativa intitulada “Dentro da mata”, também de Akutagawa. Já o conto “O nariz”, adaptado do Konjaku Monogatari, coletânea de contos populares do período Heian (794-1185), também recebeu influência do célebre trabalho homônimo de Nicolai Gógol (1809-1852), conforme observa o crítico coreano Beongcheon Yu (1976). Para David Roas (2014), “O nariz”, de Gógol, é um exemplo de grotesco, pois, neste conto, o humor anularia o efeito fantástico. Isso porque, para o teórico espanhol, o fantástico se constrói a partir de um acontecimento dentro da narrativa que leva o leitor a questionar a sua própria concepção de realidade. Assim, para que se dê o efeito fantástico, é necessária uma boa dose de realismo na narrativa, combinada evidentemente com algo sobrenatural. Mas, diante dos acontecimentos completamente absurdos relatados na história de Gógol, a inquietação característica do fantástico perderia sua força, dando lugar ao humor. Essa combinação entre sobrenatural e humor é considerada, por Roas, como grotesca. Cabe investigar, portanto, se algo semelhante acontece também em “O nariz”, de Akutagawa.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Fábio Furuzato, UEMS - Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul

Doutor em Teoria e História Literária pela Universidade Estadual de Campinas. Professor da Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS).  ORCID ID: https://orcid.org/0000-0001-5172-404X

Referências

AKUTAGAWA, Ryûnosuke. Contos fantásticos. São Paulo: Editora Z, 2003.

ARÊAS, Vilma. Iniciação à comédia. Rio de Janeiro: Zahar, 1990.

ARISTÓTELES; HORÁCIO; LONGINO. A poética clássica. São Paulo: Cultrix, 1995.

BAKHTIN, Mikhail. A cultura popular na Idade Média e no Renascimento. São Paulo: Brasília: Hucitec, Edunb, 1993.

FURTADO, Filipe. “Fantástico (modo)”. E-dicionário de termos literários (EDTL), coord. de Carlos Ceia, ISBN: 989-20-088-9. Disponível em: http://www.edtl.com.pt. Acesso em: 22 abr. 2021.

GAMA-KHALIL, Marisa Martin. “A literatura fantástica: gênero ou modo?”. Terra roxa e outras terras: Revista de estudos literários. Londrina: UEL. Disponível em: http://www.uel.br/pos/letras/terraroxa/g_pdf/vol26/TR26b.pdf. Acesso em: 22 abr. 2021.

GÓGOL, Nicolai. O nariz. In: CALVINO, Italo (org.). Contos fantásticos do século XIX. São Paulo: Companhia das Letras, 2004.

KAUPATEZ, Digo. “Posfácio”. In: AKUTAGAWA, Ryûnosuke. Contos fantásticos. São Paulo: Editora Z, 2003.

KAYSER, Wolfgang. O grotesco: configuração na literatura e na pintura. São Paulo: Perspectiva, 1986.

LIPPIT, Noriko Mizuta. “From tale to short story: Akutagawa's Toshishun and It's Chinese Origins”. In: Reality and Fiction in Modern Japanese Literature. M. E. Sharpe Inc., 1980, pp. 39–54. Disponível em: https://www.enotes.com/topics/akutagawa-ryunosuke/critical-essays/criticism. Acesso em: 09 fev. 2021.

MAUPASSANT, Guy de. “O Horla”. In: MAUPASSANT, Guy de. O Horla e outras histórias. Porto Alegre: L&PM, 1986.

PIRANDELLO, Luigi. O humorismo. São Paulo: Experimento, 1996.

ROAS, David. A ameaça do fantástico: aproximações teóricas. São Paulo: Unesp, 2014.

TODOROV, Tzvetan. Introdução à literatura fantástica. São Paulo: Perspectiva, 2003.

WU, Fengjuan. “Research on personalities of characters in Ryûnosuke Akutagawa’s early works”. In: Proceedings of the 2017 International Conference on Culture, Education and Financial Development of Modern Society. Disponível em: https://www.atlantis-press.com/proceedings/iccese-17/25875316. Acesso em: 10 fev. 2021.

YU, Beongcheon. “The flight to Paranassus”. In: AKUTAGAWA: an introduction. Wayne State University Press, 1972, pp. 15-42. Disponível em: https://www.enotes.com/topics/akutagawa-ryunosuke/critical-essays/criticism. Acesso em: 09 fev. 2021.

Downloads

Publicado

2021-06-03

Edição

Seção

DOSSIÊ: O FANTÁSTICO E A (DE)FORMAÇÃO DO RISO