A INTERAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ON-LINE

Autores

  • Márcia Magarinos de Souza Leão Escola Naval Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Resumo

O presente trabalho apresenta uma revisão das formas de interagir em educação a distância on-line. Primeiramente, há uma discussão sobre o conceito de interação em ambiente on-line. Em seguida, com base nas relações entre professor-aluno, aluno-aluno, aluno-conteúdo, professor-professor, professor-conteúdo e conteúdo-conteúdo descritas por Anderson (2003a), as atuais possibilidades de interação em cursos on-line são descritas, considerando diferentes propostas pedagógicas e desenhos de curso, assim como as variadas funções do professor e do aluno, além da contribuição da tecnologia. A escolha das formas de interação depende das decisões do desenhista instrucional e/ou do professor, com base nos objetivos e nas circunstâncias próprias a cada curso.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Biografia do Autor

Márcia Magarinos de Souza Leão, Escola Naval Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Doutora em Linguística Aplicada pela Universidade Federal do Rio de Janeiro. Professora Adjunta de Língua Inglesa da Escola Naval e da Universidade do Estado do Rio de Janeiro

Referências

ANDERSON, T . Modes of Interaction in Distance Education: Recent Developments and Research Questions. In: MOORE,M.; ANDERSON, T.(org) Handbook of Distance Education. London: LEA, 2003(a). p.129-144.

ANDERSON, T. Toward a theory of online learning. In: ANDERSON, T. (org) Theory and practice of online learning 2nd ed. Athabasca: Athabasca University, 2008. p. 109-119.

ANDERSON, T. Getting the mix right again: An updated and theoretical rationale for interaction. International Review of Research in Open and Distance Learning, v.4, n.2, 2003 (b). Disponível em < http://www.irrodl.org/index.php/irrodl/article/view/149/230> Acesso em 15 abr 2012

BANNAN-RITLAND, B. Computer-Mediated Communication, E-learning, and Interactivity. Quarterly Review of Distance Education, Nova Southeastern University, v.3, n.2, p.161-179, 2002.

BEAUDOIN, M.F. Learning or lurking? Tracking the ‘‘invisible’’ online student. The Internet and Higher education, v.5, n.2, p.147-155, 2002. Disponível em <http://www.sciencedirect.com/science/journal/10967516/5/2> Acesso em 06 jun 2011.

BELLONI, M.L. Educação a Distância. São Paulo: Autores Associados, 1999.

BERGE, Z.L. Facilitating Computer Conferencing: Recommendations From the Field. Educational Technology, v.35, n.1, p. 22-30, 1995. Disponível em <http://emoderators.com/wp-content/uploads/teach_online.html> Acesso em: 03 ago. 2012.

CARDOSO, A.C.S. Feedback aluno-aluno em um curso de extensão universitária on-line. Dissertação de mestrado. Rio de Janeiro: UFRJ, Programa Interdisciplinar de Pós-Graduação em Linguística Aplicada, 2011.

COLLISON, G.; ELBAUM, B.; HAAVIND, S.; TINKER, R. Facilitating Online Learning: effective strategies for moderators. Madison: Atwood Publishing, 2000.

DUNLAP, J. C.; SOBEL, D.; SANDS, D. I. Designing for Deep and Meaningful Student-to-Content Interactions. TechTrends: Linking Research & Practice to Improve Learning, v.51, n.4, p.20-31, 2007. Disponível em < http://link.springer.com/article/10.1007/s11528-007-0052-6> Acesso em 05 abr 2011.

GARRISON, G.R. Online community of inquiry review: Social, cognitive, and teaching presence issues. Journal of Asynchronous Learning Networks, v.11, n.1, p.61-72, 2007. Disponível em <http://sloanconsortium.org/jaln/v11n1/online-community-inquiry-review-social-cognitive-and-teaching-presence-issues> Acesso em 10 abr 2011.

GARRISON, G.R.; ANDERSON, T.; ARCHER,W. A Critical Inquiry in a Text-Based Environment: Computer Conferencing in Higher Education. The Internet and Higher Education v.2, n.2-3, p. 87-105, 1999. Disponível em <http://www.sciencedirect.com/science/journal/10967516/2/2-3> Acesso em 06 jun 2011.

GARRISON, G.R.; ANDERSON, T.; ARCHER,W. A Theory of Critical Inquiry in Online Distance Education. In: MOORE,M.; ANDERSON, T.(org) Handbook of Distance Education. London: LEA, 2003. p. 113-127.

GARRISON, G.R.; CLEVELAND-INNES, M. Facilitating Cognitive Presence

in Online Learning: Interaction Is Not Enough. The American Journal Of Distance Education, v.19, n.3, p. 133–148, 2005. Disponível em < http://www.tandfonline.com/toc/hajd20/19/3#.Ui4lwn-oCPs> Acesso em 06 jun. 2011.

HANNAFIN, M.J. Interaction strategies and emerging instructional technologies: Psychological perspectives. Canadian Journal of Educational Communication, University of Alberta, v.18, n.3, 1989.

HARASIM, L. What makes online learning communities successful? In: VRASIDAS, C.; GLASS, G.V. (ed) Distance Education and distributed learning. Greenwich, CT: Information Age Publishing, 2002.

HOLMBERG, B. A Theory of Teaching-Learning Conversations. In: MOORE, M.(org) Handbook of Distance Education 2nd ed. London and New Jersey: LEA, 2007, p.69-74

HOPPER, K.B. In defense of the solitary learner: a response to collaborative, constructivist education. Educational Technology, v.43, n.2, p.24-29, 2003. Disponível em < http://fac-web.spsu.edu/tc/publications/hopper-solitary.pdf> Acesso em: 08 jun. 2011.

KE, F.; CARR-CHELLMAN, A. Solitary learner in online collaborative learning: a disappointing experience? Quarterly Review Of Distance Education, Nova Southeastern University, v.7, n.3, p.249-265, 2006.

LEFFA, V. J. Análise Automática da resposta do aluno em ambiente virtual. Revista Brasileira de Linguística Aplicada. Belo Horizonte, v.3, n.2, 2003.

LEFFA, V. J. Interação simulada: Um estudo da transposição da sala de aula para o ambiente virtual. In: LEFFA, V. J. (org.). A interação na aprendizagem das línguas. 2 ed. Pelotas: EDUCAT, v. 1, p. 181-218, 2006.

MAGGIO, M. O tutor na educação a distância. In: LITWIN, E. (org) Educação a distância: temas para o debate de uma nova agenda educativa. Porto Alegre: Artmed Editora, 2001. p.93-110

MOORE, M. G. Editorial: Three types of interaction. The American Journal of Distance Education, v.3, n.2, p.1-6, 1989. Disponível em <http://aris.teluq.uquebec.ca/portals/598/t3_moore1989.pdf> Acesso em 30 ago 2012.

MOORE, M. G. Theory of transactional distance. In: KEEGAN, D. (ed.) Theoretical Principles of Distance Education. New York: Routledge, 1993

MOORE, M. G. The theory of Transactional Distance. In: _______(org) Handbook of Distance Education 2nd ed. London and New Jersey: LEA, 2007. p. 22-38.

MOORE, M.G.; KEARSLEY, G. Educação a distância: uma visão integrada. São Paulo: Cengage Learning, 2008.

ORACLE® Database PL/SQL Language Reference 11g Release 2 (11.2), 2009 Disponível em: <http://docs.oracle.com/cd/E14072_01/appdev.112/e10472/triggers.htm> Acesso em: 10 agosto 2012

PAIVA, V. L. M. O. Feedback em Ambiente Virtual. In: LEFFA, V. (org.) Interação na aprendizagem das línguas. Pelotas: EDUCAT, 2003. p. 219-254. Disponível em: Acesso em: 07 ago. 2011.

PALLOFF, R.M.; PRATT, K. Building Learning Communities in Cyberspace: effective strategies for the online classroom. San Francisco: Jossey-Bass Publishers, 1999.

PRETI, O. O Estado da Arte sobre “Tutoria”: Modelos e Teorias em Construção. In: PRETI, O.; OLIVEIRA, G.M.S. O sistema de Orientação Acadêmica no curso de Pedagogia a distância da Universidade Federal de Mato Grosso. Relatório de Pesquisa. Programa CAERENAD- Téléuniversité du Québec, Canadá, agosto 2003. Disponível em: <http://www.uab.ufmt.br/uab/images/artigos_site_uab/tutoria_estado_arte.pdf> Acesso em: 14 ago. 2012

PRIMO, A.F.T; CASSOL, M.B.F. Explorando o conceito de interatividade: definições e taxonomias. Informática na Educação: teoria & prática, v.2, n.2, 1999 Disponível em: <http://seer.ufrgs.br/InfEducTeoriaPratica/article/view/6286/3756> Acesso em: 20 março 2009

PRIMO, A.F.T. Interação mútua e reativa: uma proposta de estudo. Revista da Famecos, n. 12, p. 81-92, 2000. Disponível em: <http://revistaseletronicas.pucrs.br/ojs/index.php/revistafamecos/article/viewFile/3068/2346> e <http://www6.ufrgs.br/limc/PDFs/int_mutua_reativa.pdf> Acesso em: 20 mar. 2009

PRIMO, A.F.T. Enfoques e desfoques no estudo da interação mediada por computador, 2005. Disponível em: <http://www6.ufrgs.br/limc/PDFs/enfoques_desfoques.pdf > Acesso em: 20 mar. 2009

SEPÉ, C.P. Interatividade ou interação? Reflexões acerca do sentido terminológico para a compreensão de um objeto de estudo emergente. Razon y Palabra, n.52, 2006. Disponível em: <http://www.razonypalabra.org.mx/anteriores/n52/20Presser.pdf> Acesso em: 19 fev. 2009

SILVA, M. Sala de aula interativa: a educação presencial e a distância em sintonia com a era digital e a cidadania. Boletim Técnico do SENAC, v.27, n.2 (maio/ago. 2001). Disponível em: <http://200.179.53.5/informativo/BTS/272/boltec272e.htm> Acesso em: 10 mar.2009.

SUTTON, L.A. The Principle of Vicarious Interaction in Computer-Mediated Communications. International Journal of Educational Telecommunications, Chesapeake, VA, v.7, n.3, p. 223-242, 2001.

SWAN, K. Virtual interactivity: design factors affecting student satisfaction and perceived learning in asynchronous online courses. Distance Education, v.22, n.2, p.306-331, 2001.

TAVARES, K. C. A. Novas tecnologias, novas linguagens - formando comunidades de aprendizagem online para o ensino de línguas. Cadernos de Letras, UFRJ, v. 20, p. 129-136, 2003.

TAVARES, K. C. A. Aprender a moderar lista de discussão - um estudo na perspectiva da teoria da atividade. Tese de doutoramento. Doutorado em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem, PUC-SP, 2004.

THORPE, M.; GODWIN,S. Interaction and e-learning: the student experience. Studies in Continuing Education, v. 28, n. 3, p. 203-221, November 2006. Disponível em < http://www.tandfonline.com/toc/csce20/28/3#.Ui5ShX-oCPs> Acesso em 15 jun. 2011.

WAGNER, E.D. In support of a functional definition of interaction. American Journal of Distance Education v.8, n.2, p.6-26, 1994. Disponível em: <http://www.gwu.edu/~ed220ri/reading/Wagner_Interaction.pdf> Acesso em: 17 jul. 2012

Downloads

Publicado

2014-11-28

Como Citar

MAGARINOS DE SOUZA LEÃO, M. A INTERAÇÃO EM EDUCAÇÃO A DISTÂNCIA ON-LINE. Revista Temas em Educação, [S. l.], v. 23, n. 2, p. 156–174, 2014. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/rteo/article/view/20878. Acesso em: 17 jan. 2022.

Edição

Seção

RELATOS DE PESQUISA