RESENHA DE ENHANCING SCHOOL SCIENCE WITH INDIGENOUS KNOWLEDGE: WHAT WE KNOW FROM TEACHERS AND RESEARCH

Resumo

Trata-se de uma resenha da obra Enhancing school science with indigenous knowledge: what we know from teachers and research, de Aikenhead e outros autores. A obra é uma contribuição valiosa a partir de uma experiência concreta em uma rede de ensino canadense e que se torna leitura obrigatória para aqueles interessados nas contribuições da interculturalidade, especialmente ao modo como é tratado o conhecimento tradicional, para o ensino e aprendizagem de ciências.  O texto é organizado por meio de narrativas de professores da rede de ensino sobre suas experiências no processo de implementação do novo currículo. Essas narrativas oferecem o contexto, ou melhor, nas palavras dos autores, as histórias ajudam a aproximar o texto da vida, isto é, das práticas pedagógicas, das vivências e dos desafios enfrentados pelos docentes em direção da construção de uma proposta de ensino de ciências responsivo culturalmente (CReST – Culturally Responsive Science Teacher). A grande síntese que essa obra pode nos oferecer, coerente com a perspectiva intercultural, é que a ciência escolar, estendendo também à formação de professores, à didática e ao próprio currículo de ciências, tem como expectativa que os estudantes indígenas aprendam as explicações científicas, ao mesmo tempo que possam ter reconhecidas e fortalecidas suas identidades. Além disso, para os estudantes não-indígenas, a ciência escolar espera que eles também aprendam as explicações científicas, ao mesmo tempo que possam ampliar seus repertórios e visões de mundo ao compreender as perspectivas indígenas.

Biografia do Autor

Rodrigo dos Santos Crepalde, Universidade Federal do Triângulo Mineiro (UFTM)
Licenciado em Física, mestre e doutor em Educação, professor do magistério superior, Departamento em Educação em Ciências, Matemática e Tecnologias, atuação no curso de Licenciatura em Educação do Campo.

Referências

AIKENHEAD, Glen S. Educação científica para todos. Trad. Maria Teresa Oliveira. Lisboa: Edições Pedago, 2009.

AIKENHEAD, Glen; BROKOFSKY, Jennifer; BODNAR, Theresa; CLARK, Chris; FOLEY, Christie; HINGLEY, Jennifer; ISBISTER, Darryl; JOHANSON, Terry; LAUZE, Cyndi; MYERS, Sarah; ROADHOUSE, Tracy; RIOUX, Tina; SPEIDEL, Elder Darlene; SPEIDEL, Waokiye Don; SRTANGE, Gillian. Enhancing school science with indigenous knowledge: what we know from teachers and research. Saskatoon: Saskatoon Public Schools (Inspiring learning), 2014.

CREPALDE, R. S. & AGUIAR JR., O. G. Abordagem intercultural na educação em ciências: da energia pensada à energia vivida. Educação em Revista, vol. 30, n. 3, pp. 43-61, 2014.

CREPALDE, R. S.; KLEPKA, V.; HALLEY, T. & SOUSA, M. A Integração de Saberes e as marcas dos conhecimentos tradicionais: reconhecer para afirmar trocas interculturais no Ensino de Ciências. Revista Brasileira de Pesquisa em Educação em Ciências, v. 19, pp. 275-297, 2019.

VALADARES, Juarez Melgaço & SILVEIRA JÚNIOR, Célio da. Entre o cristal e a chama: a natureza e o uso do conhecimento científico e dos saberes tradicionais numa disciplina do Curso de Formação Intercultural para Educadores Indígenas da Universidade Federal de Minas Gerais (FIEI/UFMG). Ciência & Educação, Bauru, v. 22, n. 2, p. 541-553, 2016.

Publicado
2019-09-03
Seção
DOSSIÊ SOBRE EDUCAÇÃO INTERCULTURAL: EPISTEMOLOGIAS E NOVAS FERRAMENTAS