O CRÉDITO ENTRE A PEQUENA E A GRANDE LAVOURA: UMA ANÁLISE SOBRE A ECONOMIA CAFEEIRA PAULISTA (1889-1930)

Autores

  • Rodrigo Fontanari
  • Pedro Geraldo Tosi
  • Rogério Naques Faleiros

Resumo

O presente artigo procura contrapor-se a uma ideia que foi por muito tempo aceita no campo da história agrária brasileira: a perspectiva plantacionista. Não deixamos de ressaltar a importância econômica e social da grande lavoura de café na economia paulista, na passagem do século XIX para o século XX. Por outro lado, procuramos salientar a diversidade da estrutura fundiária sob a qual se assentou a expansão cafeeira em São Paulo, ressaltando o papel ocupado pela pequena lavoura, que ao contrário do exposto pela historiografia, não se dedicou somente à produção para o mercado interno; pelo contrário, elas também assumiram a função exportadora. Captamos a variedade de unidades produtivas nesse complexo econômico através de fontes primárias de origem cartorial – hipotecas e penhores agrícolas – que revelaram as distintas estratégias de financiamentos praticadas nas diferentes escalas de produção.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-30

Como Citar

FONTANARI, R.; TOSI, P. G.; FALEIROS, R. N. O CRÉDITO ENTRE A PEQUENA E A GRANDE LAVOURA: UMA ANÁLISE SOBRE A ECONOMIA CAFEEIRA PAULISTA (1889-1930). Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 26, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/15043. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Questão Agrária