A RECRIAÇÃO RELIGIOSA NA EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA NO BRASIL MERIDIONAL: CULTURA, CATOLICISMO SACRAMENTAL E O ESTABELECIMENTO DO MST

Autores

  • Émerson Neves da Silva

Resumo

A religiosidade nas regiões de colonização europeia, no Rio Grande do Sul, constitui-se no encontro de diversas culturas e práticas religiosas. O Catolicismo Sacramental introduzido pelos imigrantes europeus contrastou com o popular, representativos das populações já estabelecidas na região. O conflito agrário fruto da modernização agrícola ocorrida a partir da década de 1970 colaborou para a formação de atores sociais significativos para a história do Brasil, como, por exemplo, o Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST). O presente trabalho analisa como a experiência histórica do Catolicismo Sacramental também prestou a sua contribuição para o consubstanciamento de ações coletivas que desaguaram na fundação do MST.

Downloads

Não há dados estatísticos.

Downloads

Publicado

2012-06-30

Como Citar

DA SILVA, Émerson N. A RECRIAÇÃO RELIGIOSA NA EXPANSÃO DA FRONTEIRA AGRÍCOLA NO BRASIL MERIDIONAL: CULTURA, CATOLICISMO SACRAMENTAL E O ESTABELECIMENTO DO MST. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 26, 2012. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/15047. Acesso em: 19 jan. 2022.

Edição

Seção

Dossiê: História e Questão Agrária