ENTRE A MEDICINA, A POLÍTICA E A POESIA: A TRAJETÓRIA DO DR. ANTONIO DA CRUZ CORDEIRO NA PROVÍNCIA DA PARAÍBA NA SEGUNDA METADE DO OITOCENTOS

Autores

  • Serioja Rodrigues Cordeiro Mariano UFPB

Palavras-chave:

Culturas Políticas, Trajetória, Paraíba.

Resumo

No ano de 1865 o médico paraibano Antonio da Cruz Cordeiro, foi homenageado no teatro São João na cidade de Salvador (BA), após a apresentação de seu poema intitulado Prólogo da Guerra ou o Voluntário da Pátria. Um drama que virou peça de teatro e recebeu críticas de vários jornais, inclusive na província da Paraíba. Portanto, através análise de jornais do século XIX, fragmentos de biografias, relatórios de presidentes de província, poemas publicados pelo autor, entre outras fontes, este texto, com base na História Cultural e o conceito de Culturas Políticas, tem por objetivo analisar a trajetória do Dr. Antônio da Cruz Cordeiro. Um homem das letras que se destacou nos seus escritos acerca do cólera, foi deputado provincial pelo partido liberal, diretor do Hospital da Misericórdia, voluntário na guerra do Paraguai (1864-1870), escrevendo dois poemas que se destacaram nos impressos da época: Prólogo da Guerra ou o Voluntário da Pátria (1865) e Batalha de Humaytá (1868).

Biografia do Autor

Serioja Rodrigues Cordeiro Mariano, UFPB

Doutora em História pela Universidade Federal de Pernambuco. Pós-Doutora em História pela Universidade Federal de Minas Gerais. Professora Adjunta do Departamento e do Programa de Pós-Graduação em História da Universidade Federal da Paraíba.

Downloads

Publicado

2015-12-31

Como Citar

MARIANO, S. R. C. ENTRE A MEDICINA, A POLÍTICA E A POESIA: A TRAJETÓRIA DO DR. ANTONIO DA CRUZ CORDEIRO NA PROVÍNCIA DA PARAÍBA NA SEGUNDA METADE DO OITOCENTOS. Sæculum – Revista de História, [S. l.], n. 33, p. 299–318, 2015. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/srh/article/view/27728. Acesso em: 5 maio. 2021.